• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Homem é assassinado em Campo Maior e polícia suspeita de vingança

Julimar Torquato era acusado de integrar uma quadrilha que praticava assaltos a ônibus interestaduais no Ceará

09/02/2020 09:28h

O ambulante Julimar Torquato Pinheiro Nazário, conhecido como Ceará, foi assassinado com três tiros na cidade de Campo Maior. O crime aconteceu na última sexta-feira, poucos instantes após o homem sair de sua residência. Os disparos foram feitos por dois homens que estavam em uma motocicleta, que fugiram logo em seguida.

O Samu ainda chegou a ser acionado, mas ao chegar ao local constataram que a vítima já havia falecido. Além dos três tiros, foi identificado que Julimar estava com uma bala alojada no corpo, fruto de outra tentativa de homicídio.

(Fotos: Campo Maior em Foco)

A polícia, que acredita em crime premeditado, está realizando diligências para tentar identificar e prender os suspeitos. Uma motocicleta que pode ter sido usada pela dupla foi encontrada abandonada na PI-225, na estrada que liga Campo Maior a Coivaras.

Segundo o Major Etevaldo Alves, comandante do 15º BPM, Julimar Torquato já havia escapado de duas tentativas de homicídio e tinha uma extensa ficha criminal no estado do Ceará.

Natural da cidade de Parambu-CE, onde foi preso em 2009, Julimar é acusado de integrar uma quadrilha que praticava assaltos a ônibus. Na operação policial, Julimar foi preso fortemente armado e, logo após a prisão, confessou ter participado do assalto de oito ônibus interestaduais.

A polícia ainda não sabe se a vítima estava em Campo Maior como fugitivo e se continuava praticando crimes. Vizinhos disseram que ele era uma pessoa calma, que trabalhava como vendedor ambulante de detergentes e morava há cerca de sete anos no município. Julimar Torquato era casado e tinha um filho adolescente.

Fonte: Com informações de Campo Maior em Foco, Portal de Campo Maior e Portal de Olho
Edição: Isabela Lopes

Deixe seu comentário