• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Assassino do major Mayron Sousa é preso. Estava foragido há 8 meses

A prisão aconteceu na cidade de Timon depois que policiais militares desconfiaram de um veículo suspeito

04/02/2020 15:59h - Atualizado em 05/02/2020 16:23h

A polícia prendeu na noite dessa segunda-feira (3) Wallison Jônatas Rodrigues de Sousa, condenado pelo assassinato domajor Mayron Moura Soares em março de 2017. Ele estava foragido do sistema prisional há oito meses.

A prisão aconteceu na cidade de Timon depois que policiais militares desconfiaram de um veículo suspeito. O carro apresentava registro de furto e foi parado. Na direção estava Wallison Jônatas, que apresentouidentidade falsa, mas foi reconhecido.

Wallison Jônatas preso após o crime em fevereiro de 2017 (Foto: Reprodução)

O crime aconteceu no dia 21 de março de 2017. O então comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, major Mayron Moura, estava em uma parada de ônibus na região do bairro Dirceu Arcoverde na companhia do filho.

Dois homens chegaram de moto. Como piloto, estava Iranílson Pereira de Sousa, e Wallison Jônatas como garupa. Esse último desceu e anunciou o assalto. O policial entregou o celular e foi baleado no peito com um disparo de um revólver calibre .38. Ele foi socorrido, mas faleceu momentos depois no Hospital de Urgência de Teresina.

Os dois envolvidos foram presos e confessaram o crime. No dia 5 de setembro, o Tribunal do Júri da 4ª Vara Criminal de Teresinacondenou Iranilson e Wallison foram condenados a 33 anos e 04 meses de prisão. OTribunal de Justiça, porém, acatou alegações da defesa e reduziu as penas em 10 anos. 

Por: Otávio Neto

Deixe seu comentário