• Canta
  • SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia

Grupo homofóbico ameaça presidente do Conselho LGBT

Mensagem de texto exige o fim do Conselho Municipal LGBT.

09/06/2014 15:56h - Atualizado em 09/06/2014 16:06h

Mais um militante do movimento LGBT no Piauí foi ameaçado por um integrante de grupo homofóbico. Dessa vez, a mensagem foi repassada pelo telefone celular para o presidente do Conselho Municipal LGBT, André Santos.

Com muitos erros de português (print ao lado), o texto faz referência a uma seita que teria 18 integrantes e finaliza com a ameaça de morte. “Nós aqui da seita não queremos esse conselho funcionando. Somos 18 e se não parar vamos ter que eliminar vocês. Sabemos que você é o presidente. Sabemos onde mora e muito mais. Até amanhã”, diz a mensagem.


Entenda o caso 


O remetente não se identificou e o número é da operadora Claro. O PortalODIA.com ligou para o contato, mas o telefone estava desligado.

André Santos registrou Boletim de Ocorrência da Delegacia de Combate às Práticas Discriminatórias. “Como isso já aconteceu com integrantes de outros movimentos de defesa dos homossexuais, e como eu sou presidente do Conselho, acabo me tornando vulnerável”, diz André.

Mesmo assim, o militante garante que não se intimida com as ameaças. “A gente não vai deixar de trabalhar e nem vai baixar nossa bandeira”, avisa ele, que agora aguarda as providências da polícia.

Há algum tempo, um grupo que se autodenomina Irmandade Homofóbica está atuando em Teresina, deixando mensagens de ódio através de bilhetes e redes sociais e convidando as pessoas a se filiarem à organização. Não há informações sobre a relação entre a ameaça feita a Andre Santos e o grupo homofóbico.

A polícia iniciou as investigações sobre o caso desde de Fevereiro, mas até então não deu respostas às pessoas que foram ameaçadas.



Deixe seu comentário