GRECO flagra medidor de energia fraudado em indústria de Teresina

Por conta da adulteração no medidor, acusados de furto qualificado não terão direito à fiança; gerente foi preso e proprietário não foi encontrado.

18/07/2017 09:19h

Compartilhar no

Um medidor de energia adulterado foi flagrado na indústria de alimentos Piauí Milhos, localizada na BR 343, no Polo Industrial Sul, em Teresina. O gerente do local foi preso, e o dono não foi encontrado. Por se tratar de fraude, os presos não terão direito à fiança.

O GRECO ( Grupo de Repressão ao Crime Organizado) foi até o local após receber denúncia vinda da Eletrobrás. “Lá foi encontrado um medidor com indícios de manipulação. Chamamos a perícia, e os técnicos contataram a fraude”, relatou o delegado Láercio. O proprietário da Piauí Milhos não foi localizado, e o gerente.

O prejuízo que a indústria teria gerado para a Eletrobrás ainda está sendo calculado por técnicos da empresa.

O delegado Laércio disse que tanto o gerente da Piauí Milhos quanto o proprietário irão responder pelo crime de furto qualificado, cuja pena varia de 2 a 8 anos de prisão. O delegado explica ainda que, como houve constatação de uma manipulação do medidor, o caso é tipificado como furto qualificado, e não poderá ser arbitrada uma fiança.

Compartilhar no
Edição: Nayara Felizardo
Por: Andrê Nascimento

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário