• assinatura jornal

Governador se reúne com cúpula de segurança para discutir caso Emilly

Na reunião, governador foi informado sobre o andamento das investigações do homicídio da garota, vítima de uma abordagem policial.

04/01/2018 18:26h

O Governador Wellington Dias esteve reunido nesta quinta-feira (4) com a cúpula de segurança, para tratar sobre o andamento das investigações sobre o assassinato da menina Emilly Caetano, morta em uma abordagem policial equivocada no dia 26 de dezembro de 2017.

A reunião, que não estava na agenda oficial do governador, foi realizada após a solenidade de entrega de viaturas da Polícia Ambiental. Estiveram presentes o secretário Estadual de Segurança, Fábio Abreu, o comandante geral da PM/PI, coronel Carlos Augusto, e o delegado geral, Riedel Batista.

O encontro acontece após um impasse entre a Polícia Civil e a Polícia Militar sobre quem deverá conduzir a investigação sobre o assassinato da menina, já que uma portaria baixada pela Polícia Militar em dezembro de 2017, determina que os crimes cometidos por policiais militares sejam de jurisdição da PM/PI.

Em nota, a Polícia Militar do Piauí informou que durante a reunião com a cúpula de segurança ficou acertado que os Policiais Militares envolvidos na morte da garota Emilly Caetano serão apresentados nos próximos dias para prestarem depoimento na Delegacia de Homicídios.

Além disso, no encontro, ficou acordado ainda que a Polícia Civil irá apresentar as testemunhas que foram ouvidas no caso para Polícia Militar.

Mãe pede para se encontrar com governador

De acordo com a Coordenaria de Comunicação do Governo do Estado, a mãe de Emilly, Daiane Caetano, solicitou um encontro com o governador para tratar sobre o crime. O pedido foi atendido pelo governador e o encontro deverá ser marcado para os próximos dias.

Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário