Fugitivo da Penitenciária de Esperantina é recapturado na Santa Maria da Codipi

José Orlando disse estar arrependido de ter cometido o crime e afirma que pretendia se entregar à polícia acompanhado de um advogado.

18/03/2021 08:39h

Compartilhar no

Um detento identificado apenas como José Orlando foi recapturado, na noite desta quarta-feira (17), por equipes do 22º Distrito Policial no residencial Dilma Rousseff, na região da Santa Maria da Codipi, zona Norte de Teresina. O homem era considerado foragido do sistema prisional após empreender fuga com outros seis detentos, no último sábado (13), da Penitenciária Regional Luiz Gonzaga Rebelo, localizada no município de Esperantina.

Segundo o chefe de investigação do 22º DP, Herlon Viana, a Polícia Civil chegou ao paradeiro do acusado após uma denúncia anônima. O homem estava preso por ser condenado pelo crime de tráfico de drogas. Ele é apontado como um dos líderes do grupo de fugitivos.

Foto: Tony Silva/O Dia

Em entrevista ao Rota do Dia, José Orlando disse que o grupo aproveitou o momento em que o policial de plantão foi tomar café para fugir pelo buraco cavado com uma barra de ferro pelos próprios detentos. Após a fuga, o preso relata que passaria dois dias em Teresina e depois viajaria para outro município.

Contudo, José Orlando disse estar arrependido de ter cometido o crime e afirma que pretendia se entregar à polícia acompanhado de um advogado. A versão do fugitivo é contestada pela própria polícia.

"É a versão dele, é difícil acreditar porque se você quer ser reincluído na sociedade, você tem que pagar sua pena. A partir do momento em que você pratica o ato da fuga, está bem claro o que você quer, você quer permanecer foragido e ficar devendo à Justiça", destaca o chefe de investigação do 22º DP.

Com a prisão de José Orlando foi dado cumprimento ao mandado de recaptura expedido pela Justiça. O preso será reconduzido ao sistema penitenciário para cumprir a pena.

O chefe de investigação do 22º DP pede que a população da Santa Maria da Codipi entre em contato com a polícia caso note alguma atividade suspeita na região. O whatsapp para contato é o (86) 99504-7618.

Compartilhar no
Edição: Com informações de Tony Silva.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário