Força Estadual de Segurança vai atuar contra facções, diz Wellington Dias

O chefe do Executivo estadual declarou que a Força Estadual tem como meta de vencer o crime organizado

26/10/2021 12:24h

Compartilhar no

A atuação da Força Estadual de Segurança do Piauí é uma das apostas do governador Wellington Dias contra o avanço de facções criminosas no Piauí. Durante a formatura da primeira turma de operadores do grupo de elite nessa segunda-feira (25), o chefe do Executivo estadual declarou que a Força Estadual tem como meta de vencer o crime organizado. 


Leia tambémWellington Dias quer apoio do Exército no combate ao narcotráfico 


“Estamos lidando com um crime muito organizado, e assim a gente vence esse crime, é isso que representa esse ato hoje. É um passo muito grande, para que possamos, pelo Piauí, e também muito em breve no Nordeste, vencer a criminalidade, reduzir homicídios, aquilo que perturba a população”, afirmou Dias. 

A Força Estadual funcionará em apoio às polícias Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiros, em diligências em todo o estado. O grupo será integrado às forças de seguranças de outros estados, como Maranhão e Ceará - que também já anunciaram criação e forças estaduais - , no combate aos crimes nas fronteiras.

Foto: Divulgação / Ccom

O modelo de atuação do grupo de elite é baseado em uma experiência do Canadá que utiliza dados científicos para nortear sua atuação. No Piauí, a Força Estadual inicia com efetivo de 25 policiais e uma coordenação operacional. Na solenidade de formatura, o governo entregou quatro viaturas e uma van para o início da operação do grupo.

“A atribuição é exatamente agir de acordo uma análise das estatísticas, a exemplo nas áreas de divisa em que há tráfico de drogas, assim como a Força Nacional que atua nessas áreas mais criticas, quando convocada. No entanto, o acesso à Força Nacional é mais burocrático e as forças estaduais vão permitir um acesso mais fácil por parte dos estados”, explicou o secretário da Segurança, coronel Rubens Pereira.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário