• the shopping
  • TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Estudante é sequestrada e fica 1h30 sob controle de criminosos em Teresina

A jovem e a irmã foram abordadas por quatro criminosos na porta de um escritório no bairro Ininga. Jovens tiveram pertences roubados.

06/12/2018 15:38h - Atualizado em 06/12/2018 16:59h

A estudante Vanessa* foi alvo de um sequestro relâmpago na tarde desta quarta-feira (5) no bairro Ininga, na zona Leste de Teresina. Em entrevista exclusiva ao O DIA, a jovem relatou os momentos de terror que passou ao lado da irmã, ao ficar 1h30 sob controle dos quatro criminosos. 

O sequestro relâmpago teve início por volta das 17h30, quando a estudante chegava em um escritório na companhia da irmã. A jovem desceu do carro, tocou a campainha e esperou alguém abrir a porta. Após três minutos sem resposta, um Palio de cor branca e placas LVI 0007, adentrou na rua e quatro homens armados renderam a estudante.


Segundo a jovem, o objetivo dos criminosos era roubar o escritório, mas como não abriram a porta, as duas irmãs foram obrigadas a entrar no veículo e acompanhar os assaltantes na busca por outra residência para praticar a ação criminosa. “Rodamos cerca de uns 30 minutos. Foram dois no palio e dois no meu carro. Eu dirigindo, um do meu lado, e outro atrás com minha irmã”, relata.

Após dirigir alguns minutos pelas redondezas, os criminosos abordaram uma mulher no momento em que saía de casa, também no bairro Ininga. “Eles anunciaram o assalto e botaram a gente para dentro da casa. Começaram a procurar por coisas de valor e no final trancaram eu, minha irmã e o pessoal casa em um quarto”, diz Vanessa. 

A família teve vários pertences roubados, já as duas irmãs tiveram as bolsas e a chave do carro levadas pelos assaltantes. Depois dos assaltantes irem embora, uma das pessoas da família conseguiu liberar as vítimas. “Ele conseguiu sair do quarto que ficou trancado e arrombou o que a gente estava”, lembra. 

Apesar do terror, a jovem conta que os criminosos não agrediram as vítimas ou lhes proferiram ameaças. “A todo momento diziam que não iam fazer nada com a gente. Nem tocaram praticamente em mim. Tão tal que meu celular no bolso com a blusa cobrindo, eles não viram. Eles queriam roubar alguma casa”, afirma, acrescentando que todos estavam com armas de fogo.

O crime foi registrado no 12º Distrito Policial. A reportagem do ODIA tentou entrar em contato com o delegado titular do DP, mas as ligações não foram atendidas.

*O nome da vítima foi alterado para preservar a sua identidade.

Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário






Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado