Em Piripiri, patrulha da lei Maria da Penha acaba em tiroteio

Policiais se depararam com uma casa pegando fogo ao chegarem ao local e o dono do imóvel tentou atacar a guarnição, que revidou com tiros.

16/04/2021 08:08h - Atualizado em 16/04/2021 08:20h

Compartilhar no

Por volta de 12h30min desta quinta-feira (15), a Polícia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência de violência contra a mulher, enquadrada na Lei Maria da Penha, em Piripiri. Ao chegarem ao local, no bairro São João, os policiais se depararam com a residência, onde teria ocorrido o fato, em chamas. O Corpo de Bombeiros foi acionado para conter o incêndio, mas a guarnição da PM que fazia a guarda do local acabou sendo atacada pelo proprietário da residência.


A movimentação atraiu a atenção de populares - Foto: Reprodução

De acordo com policiais do 12º BPM de Piripiri, o homem investiu contra a guarnição armado com uma foice e um militar, que portava uma espingarda calibre 12, efetuou alguns disparos contra ele utilizando bala de borracha. No entanto, isso não foi suficiente para detê-lo. O PM acabou sendo atingido na mão com um golpe de foice pelo agressor.


“Os outros componentes da guarnição tiveram que disparar munição letal contra o agressor. Após ser contido, o SAMU foi acionado e prestou socorro a ele. O PM também foi atendido inicialmente no Hospital de Piripiri e vai ser transferido para Teresina onde será submetido a cirurgia”, explicaram os policiais.

O agressor não teve o nome informado pela polícia.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário