Em buscas para prender assaltante de banco, polícia descobre tráfico de drogas

Alvo de operação do BOPE e GRECO conseguiu fugir, mas outro suspeito foi preso no local com 22 kg de maconha.

29/06/2017 10:02h - Atualizado em 29/06/2017 11:04h

Compartilhar no

Duas pessoas foram presas na noite de ontem (28) por policiais do BOPE e do GRECO. Entretanto, não eram os alvos originais da operação. As equipes faziam diligências em busca de um foragido da Justiça suspeito de envolvimento em explosões de instituições bancárias no Maranhão. O alvo conseguiu fugir, mas no local foram presas outras duas pessoas com uma grande quantidade de maconha. Um deles também é suspeito por assalto a banco na cidade de Coelho Neto.

Tabletes somam cerca de 20 kg de maconha (Foto: Divulgação/ Polícia Militar)

Os policiais procuravam pelo homem conhecido como “Geléia”, identificado como Fernando Vasconcelos. As investigações apontavam para uma casa localizada na região do bairro Promorar, na zona sul de Teresina, onde ele estaria escondido. Ao perceber a aproximação dos policiais, o suspeito conseguiu escapar.

Na casa foram encontrados 22 tabletes de maconha, cada um pesando até 1kg, além de uma balança de precisão e um revólver calibre 38 com seis munições. Duas pessoas foram presas: Uliana de Melo e Diego Alves de Morais, que tinha um mandado de prisão em seu nome por um assalto a banco na cidade de Coelho Neto.

O delegado Willame Moraes, coordenador do GRECO, ressalta que os crimes de roubo a instituições bancárias e o tráfico de drogas estão intrinsecamente ligados. “Um financia o outro. E essa situação só corrobora com isso que viemos falando”.

A polícia segue procurando o “Geléia”. Segundo o delegado Willame, ele é natural do Piauí, mas foi preso no Maranhão por assalto a instituição bancária. Há pouco mais de um mês escapou da penitenciária de Pedrinhas, quando presos explodiram uma parte do muro da unidade prisional. Cerca de 30 detentos aproveitaram a oportunidade para escapar.

Compartilhar no
Edição: Nayara Felizardo
Por: Andrê Nascimento

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário