Barras

Eleição 2020: Polícia Federal apura compra de apoio político em Barras

Valores pagos pela compra de apoio variavam segundo o peso da liderança. Grupos eram divididos em peixes de couro, peixes nobres de escama e piabas do rabo seco.

25/11/2020 08:17h - Atualizado em 27/11/2020 16:36h

Compartilhar no

A Polícia Federal amanheceu esta quarta-feira (25) cumprindo ordens judiciais para investigar um suposto esquema de compra de apoio político na cidade de Barras, a 162 Km de Teresina. Estão sendo executados oito mandados de busca e apreensão, sendo sete em Barras e um no Distrito Federal no âmbito da Operação Democracia Pescada.


Leia também: Polícia Federal deflagra operação contra compra de votos e empresas "laranjas" 


Por meio de nota, a polícia informou que recebeu notícia-crime segundo a qual determinado grupo político teria comprado apoio de pré-candidatos e lideranças políticas em Barras para as eleições de 3030. “No contexto apresentado, os recursos utilizados poderiam ser usados para a prática do crime de corrupção eleitoral, dentre outros”, é o que diz a PF.


Foto: Divulgação/Polícia Federal

A polícia não mencionou nomes nem que grupo político é o alvo da Operação Democracia Pescada. O nome da ação faz alusão aos grupos em que foram subdivididos os políticos e lideranças compradas, segundo a notícia-crime. Isso teria sido feito conforme o peso do apoio negociado e o respectivo valor da sua compra. Os apoios políticos eram divididos em: peixes de couro, peixes nobres de escama e piabas do rabo seco.

Ainda não foi informado se foram efetuadas prisões.

Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla, com informações da Polícia Federal

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas