• Canta
  • SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia

Duas pessoas são mortas em Campo Maior em um intervalo de meia hora

Crimes aconteceram nos bairros Água Azul e Santa Rita e têm características semelhantes. PM acredita que os homicídios estejam relacionados.

22/08/2019 08:19h - Atualizado em 22/08/2019 08:43h

Após três meses sem registrar nenhuma morte violenta, a cidade de Campo Maior teve, na madrugada desta quinta-feira (22) dois homicídios em um intervalo de apenas meia hora. A primeira ocorrência se deu no bairro Água Viva, onde um homem de nome Francisco Alexandre Sousa, de 44 anos, foi assassinado a tiros. O segundo caso ocorreu no bairro Santa Rita, e a vítima foi identificada como sendo José Alves da Fonseca, de 38 anos.

De acordo com o major Etevaldo Viana, comandante da Polícia Militar de Campo Maior, a primeira vítima, Francisco Alexandre, estava na porta de casa usando o celular, quando foi surpreendido pelos disparos. “Ele, a princípio, não tem nenhum envolvimento com o mundo do crime que pudesse apontar para uma execução, mas o bairro onde ele mora é reduto do tráfico de drogas em Campo Maior, então há a hipótese de que a morte tenha sido encomendada como um acerto de contas”, explica o major.


Foto: Arquivo O Dia

Cerca de meia hora depois, José Alves da Fonseca foi alvejado com disparos de arma de fogo na cabeça dentro de sua própria residência no bairro Santa Rita. “Ele estava deitado em uma rede, quando os criminosos invadiram a casa e tiraram a vida dele. Acreditamos que os casos possam estar relacionados e tenham sido praticados pelo mesmo grupo, não só pela características semelhantes, mas pelo tempo muito curto entre uma ocorrência e outra”, foi o que afirmou o major Etevaldo.

A Delegacia Regional de Campo Maior foi acionada e está investigando os casos. Os corpos das vítimas foram periciados e encaminhados ao IML. A PM informou que já possui informações sobre os suspeitos e que está em diligências para tentar localizá-los. Até o momento nenhuma prisão foi feita.

Três meses sem mortes violentas

Antes doa dois homicídios desta madrugada, Campo Maior estava há três meses sem registrar nenhuma morte violenta. A última, segundo a PM da cidade, aconteceu em maio deste ano. “Até então, nós só tínhamos tido três homicídios em 2019. Com os dois de hoje, já se somam cinco, mas mesmo assim, acreditamos que se trata de um número reduzido em comparação com outras regiões do Estado”, relatou o major Etevaldo Viana.

Por conta dos homicídios ocorridos hoje, a PM de Campo Maior está intensificando o policiamento ostensivo na cidade, sobretudo nos bairros Água Azul e Santa Rita, onde os crimes aconteceram. 

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário