Dono de academia presta depoimento nesta terça-feira (27) sobre morte de lutador

O delegado visitou o local da luta e disse que a academia não tem estruturas para funcionar

26/04/2021 15:15h - Atualizado em 26/04/2021 16:18h

Compartilhar no

O dono da Academia Fundo de Quintal irá depor nesta terça-feira, 27.  A informação foi repassada ao PortalODia.com, pelo Delegado titular do 7º Distrito Policial, Menandro Pedro. O proprietário prestará esclarecimentos sobre o caso do lutador de boxe, Jonas de Andrade Carvalho Filho, de 34 anos, que morreu na noite do sábado (24) , ao participar de um evento clandestino realizado na academia localizada no bairro Itaperu, zona Norte de Teresina.

“Já requisitei a perícia para o local, requisitei a perícia cadavérica e já marquei para amanhã para ouvir policiais militares que estiveram no local, a irmã do dono do evento, o dono do evento”, explica delegado Menandro Pedro.

O delegado visitou o local da luta na manhã desta segunda-feira (26) e disse que a academia não tem estruturas para funcionar. Além disso, afirmou que o proprietário pode responder pela morte do lutador e pelo fato das pessoas não estarem obedecendo o distanciamento social e o uso de mascaras, medidas que constam em decreto estadual e municipal, para diminuir a disseminação da Covid-19.

Foto: Arquivo / O Dia 

“O dono do evento pode responder por homicídio culposo, imprudência e negligencia, porque nós temos um decreto do governo e da prefeitura e lá estava funcionando, e todos estavam sem máscara, sem respeitar o distanciamento, então tudo isso ele vai responder”, conclui o Delegado.

Evento não tinha autorização da Federação de Boxe

O presidente da Federação Piauiense de Boxe, Marcos Oliveira, afirmou ao Portal O Dia que que a entidade chegou a ser procurada pelo organizador do evento. Porém, não autorizou, já que todos os eventos da categoria estão suspensos devido a pandemia do novo coronavírus.

“Quando o dono da academia nos procurou para fazer o evento não foi permitido ele realizar o evento na época. Desde quando começou a pandemia a Federação não realiza e não apoia qualquer evento e ele foi alertado disso, de que a Federação não daria o aval. O evento estava totalmente fora do padrão exigido. É uma série de erros observados. Pelo que sabemos não havia ambulância no local e foi levado para o hospital em um carro particular”

Academia não tinha registro do Conselho Regional de Educação de Física

O presidente do Conselho Regional de Educação Física, Danys Queiroz, afirmou que o local não tinha autorização para funcionar. Sobre as penalidades que deverão ser impostas à academia, o CREF explica que cabe à Justiça decidir.

“A academia é irregular, não é registrada no CREF. Para nós ela não existe. Só podemos tomar qualquer decisão quando a academia tem registro. Aí vai ficar para Justiça. Se houve morte, alguém tem culpa”, disse Danys. 

Entenda o caso

Um lutador de boxe identificado como Jonas de Andrade Carvalho Filho, de 34 anos, morreu na noite deste sábado (24) ao participar de um evento clandestino realizado em uma academia localizada no bairro Itaperu, zona Norte de Teresina.

O lutador, mais conhecido como Guerreiro da Luz, teria passado mal durante a luta. A vítima foi socorrida e levada ao Hospital do Buenos Aires, mas não resistiu e veio a óbito.

Em vídeos compartilhados pelas redes sociais é possível ver o momento em que Jonas Filho é retirado do ringue. Ainda consciente, ele recebe ajuda de outras pessoas para sair do local. As imagens mostram ainda uma aglomeração de pessoas no espaço onde era realizado o evento.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário