Corpo de Fernanda Lages é retirado de dentro do HGV

A família de Fernanda havia sido informada de que os restos mortais da jovem seriam levados para SP

14/02/2012 08:02h

Compartilhar no

Aperte F5 para atualizar

Atualizada às 16h30

O corpo da estudante Fernanda Lages já foi retirado de dentro do HGV, mas por um caminho diferente daquele por onde entrou. Os agentes da PF saíram com o caixão pela porta da Clínica de Dermatologia do hospital, localizada na Rua Governador Artur de Vasconcelos.

Eles conseguiram sair sem serem vistos pela imprensa, que aguardava em frente ao necrotério. As informações foram dadas por funcionários do hospital que não quiseram se identificar. De acordo com essas informações, a equipe levando o cadáver deixou o HGV por volta das 15h30.

Ainda não se sabe para onde o corpo foi levado. Há a possibilidade de ter sido transportado até o Aeroporto de Teresina, de onde seria mandado para São Paulo.

A reportagem de ODIA esteve no aeroporto. De acordo com funcionários, nenhum cadáver foi despachado. Eles dissseram, entretanto, que um jatinho decolou por volta das 15 horas, mas não souberam informar se esse voo está relacionado com o caso.

Fotos: Josiel Martins / PortalODIA.com

Atualizada às 15h32

Já faz mais de cinco horas que o cadáver da estudante Fernanda Lages está no interior do necrotério do HGV. Quatro agentes da PF ainda se encontram dentro do prédio. Os procedimentos que estão sendo feitos no local são mantidos em sigilo.

Muitos profissionais da imprensa continuam em frente à entrada do necrotério, mas o acesso é restrito a funcionários, que não repassam qualquer informação sobre o que se passa lá dentro.

O carro-tumba do IML que trouxe o corpo de Fernanda de Barras a Teresina permaneceu por mais de quatro horas parado em frente ao necrotério, se retirando somente por volta das 14h20.

Um dos delegados que conduzem as investigações da morte da estudante pode estar dentro do necrotério, acompanhando todos os procedimentos realizados.

Atualizada às 11h40

Acabam de chegar ao necrotério cinco agentes da Polícia Federal. Três deles, dois homens e uma mulher, chegaram ao local em uma L 200 oficial da instituição. Logo depois, outros dois policiais, não uniformizados, mas portando o distintivo da PF, também adentraram o necrotério. Eles não repassaram qualquer informação à imprensa.

Em seguida, chegou ao local um veículo trazendo um caixão vazio. Especula-se que seja para colocar o corpo de Fernanda, já que o caixão desenterrado hoje já está desgastado pelo tempo - seis meses -, sendo necessário outro caixão para fazer o transporte do cadáver até outro estado.

Atualizada às 10h22

Neste momento, o corpo da estudante está sendo retirado do carro-tumba do IML e levado para o interior do necrotério (Serviço de Anatomia Patológica Instituto Francisco Marques) do HGV. Muitos curiosos e profissionais da imprensa acompanham.

Um agente da PF que montou guarda à porta do necrotério disse que um dos delegados federais que conduzem as investigações está no interior do prédio.

Atualizada às 10h15

O comboio que está realizando o transporte do corpo da estudante Fernanda Lages acaba de chegar a Teresina. Os restos mortais de Fernanda serão levados para o necrotério do Hospital Getúlio Vargas (HGV).

Depoimento importante

A tia de Fernanda, Cassandra Lages, afirmou que irá se encontrar na manhã desta terça-feira (14) com o advogado Lucas Villa, para resolver "outras questões" ligadas ao caso. "Vamos encontrar uma pessoa. Tem informações importantes. Eu diria que é uma conhecedora das coisas, que faz parte desse caso", adiantou Cassandra.

Atualizada às 9h06

O corpo da estudante Fernanda Lages foi exumado na manhã desta terça-feira (14), no Cemitério São José, no município de Barras, a 127 quilômetros de Teresina. Cerca de 10 agentes da Polícia Federal acompanharam o procedimento. A PF deixou o cemitério por volta de 8h40, levando o caixão com os restos mortais de Fernanda.

Os agentes da PF saíram em duas picapes Frontier pretas. O caixão é transportado por um carro-tumba do Instituto Médico Legal (IML). A equipe deve estar retornando a Teresina, onde o caixão deverá ser trocado por outro, de zinco, para possibilitar o seu transporte para outro estado, provavelmente São Paulo.

Corpo de Fernanda Lages chega ao Serviço de Anatomia Patológica Instituto Francisco Marques do HGV (Foto: Jailson Soares/PortalODIA)

A exumação atraiu muitos curiosos, mas a PF impediu qualquer aproximação. O pai de Fernanda, Paulo Lages, esteve no cemitério por volta das 6h30. "Eles não deixam ninguém encostar. Não conversam com a gente. Isolaram a rua e estão fazendo a retirada do corpo", disse Paulo Lages. A mãe de Fernanda, Josélia Lages, não foi até o local.

Paulo Lages disse, ainda, que foi informado anteriormente que o cadáver seria encaminhado para um laboratório em São Paulo, a fim de que novos exames pudessem ser feitos.

De acordo com Cassandra Lages, tia de Fernanda, somente uma pessoa da família pôde acompanhar mais de perto o trabalho da PF durante o procedimento. Ela não quis revelar de quem se trata. "Eles retiraram o caixão, mas não tiraram o corpo de dentro. Não sei onde acontecerá a troca, nem como será o transporte, se em avião fretado ou em voo comercial", disse Cassandra. Ela disse que a PF informou à família que devolverá o corpo em 30 dias, para que seja novamente enterrado.

A tia de Fernanda afirmou que os agentes fizeram aos familiares muitas perguntas sobre se a jovem já havia sofrido fraturas anteriormente. "Mas ela nunca teve um osso quebrado. Acredito que os exames serão para verificar se ela sofreu alguma lesão no dia de sua morte", ressaltou.

Cassandra comentou ainda o sentimento da família com a realização da exumação. "A sensação é a mesma. É tão ruim quanto receber a notícia da morte. Já é ruim enterrar, imagine desenterrar e depois enterrar de novo", disse.

Antes da exumação, dois peritos da PF estiveram em Barras, no dia 25 de janeiro, para recolher material genético dos pais da estudante Fernanda e também para estudar a logística do procedimento. As amostras são para uma análise comparativa. Eles recolheram também muitas fotografias da jovem.

(Fotos: Portal Barras Virtual)

Mais informações em instantes

Compartilhar no
Por: Juliana Dias

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário