• Natal
  • Policlinica
  • Motociclista
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Condutora perde controle e carro capota após colisão na Pires de Castro

A motorista ficou levemente ferida e foi socorrida pelo Samu. O carro dela capotou e bateu e ficou preso na traseira de um ônibus do transporte coletivo.

13/09/2019 08:04h

Quem precisar passar pela Avenida Pires de Castro, na manhã de hoje (13) encontrará trânsito lento e congestionado. Isto por causa de um acidente que aconteceu no cruzamento com a Rua Olavo Bilac. Um veículo modelo HB-20 branco com placa de Teresina colidiu na lateral de um Gol da mesma cor e acabou capotando e ficando preso na traseira de um ônibus coletivo do Consórcio Theresina.


Leia também:

Homem morre em acidente de motocicleta na zona Sul de Teresina 


A condutora do veículo, identificada como sendo a senhora Maria do Socorro Veloso, 68 anos, teria perdido o controle da direção após tentar desviar de um outro carro que invadiu sua pista. Após bater no Gol, o carro dela virou no ar e bateu no ônibus.

Quem explicou a dinâmica do acidente foi Felipe Rodrigues, condutor do Gol no qual Socorro bateu. “Eu vinha da Olavo Bilac e encostei atrás do ônibus, quando só senti o impacto da batida na lateral do meu carro e, no mesmo instante, o veículo que bateu capotou. Ele girou uma vez e parou na traseira do ônibus, ficando preso lá”, relata.


Carro capotou e foi parar na traseira de um ônibus coletivo - Foto: Maria Clara Estrêla/O Dia

Apesar da gravidade da batida e da situação do veículo Maria do Socorro sofreu apenas ferimentos leves. Ela passa bem e estava sendo atendida em uma ambulância do Samu. O Corpo de Bombeiros teve que ser acionado para retirar o carro de Socorro da traseira do ônibus. Eles precisaram serrar a lataria do veículo para desprende-lo do coletivo.


Para o cabo Atevaldo, do 1º BPM, foi sorte o veículo de Maria do Socorro ter batido na traseira do ônibus. “Ele fez um giro e parou. Se não tivesse o coletivo na frente para pará-lo, provavelmente o carro teria saído capotando pela via e a gravidade do ocorrido podia ter sido bem maior”, explica.

Policiais da Ciptran e agentes da Strans também já estavam no local para orientar os motoristas para os desvios e garantir a fluidez do trânsito

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário