Colombiano é conduzido à Central de Flagrantes pelo crime de agiotagem

Bedoya Rendon não é o primeiro colombiano preso em Teresina pelo crime.

29/11/2018 18:18h

Compartilhar no

Um colombiano identificado como Bedoya Rendon foi conduzido à Central de Flagrantes na tarde desta quarta-feira (29), suspeito de praticar crime de agiotagem em Teresina. Segundo informações da Polícia Militar, o colombiano foi preso em posse uma moto em nome de terceiros e da quantia de R$ 930. 

Bedoya Rendon não é o primeiro colombiano preso em Teresina pelo crime. Em julho deste ano, outros dois já haviam sido presos sob a suspeita da prática do crime. Na ocasião, a polícia informou que os suspeitos chegavam a cobrar 20% de juros em cima do valor emprestado.


No caso de Bedoya, o colombiano foi ouvido pelo delegado de plantão na Central de Flagrantes e liberado. Ao ser questionado pela reportagem da TV O DIA qual a profissão que ele exercia na capital, o suspeito se esquivou das perguntas e disse que iria retornar ao seu país de origem.

Pela legislação brasileira, só é permitida a taxa de juros dentro de empréstimo entre pessoas físicas no limite de 1% ao mês. Qualquer cobrança de juros acima desse valor é considerada crime de agiotagem, com pena de 2 a 8 anos de reclusão e pagamento de multa.

Leia também:

Colombianos montam esquema de agiotagem em Teresina 


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Nathalia Amaral, com informações de Glenda Uchôa e Chico Filho.

Deixe seu comentário