VÍDEO: Casal assalta motorista de aplicativo após pedir corrida em Teresina

Eles pediram a corrida no residencial Mário Covas com destino ao bairro São Joaquim e anunciaram o assalto ao chegarem no Lagoas do Norte. Suspeitos estavam armados.

04/06/2021 11:51h - Atualizado em 04/06/2021 12:08h

Compartilhar no

A Polícia Militar, por meio do 9º BPM, prendeu um casal acusado de assaltar um motorista de aplicativo em Teresina após pedir uma corrida. Com eles, foram apreendidos o celular, a carteira e o relógio do motorista, além de uma faca. O carro, que eles também roubaram, foi abandonado a poucos metros do local do assalto. O veículo também foi recuperado.


Leia também: Motoristas de aplicativo relatam dores e insegurança na profissão 


Em conversa com a reportagem de O Dia, a vítima relatou o que aconteceu. Ele conta que dois casais pediram uma corrida no Residencial Mário Covas, na zona Sul da capital, com destino ao bairro São Joaquim, na zona Norte. “Na hora que eu vi, eu até estranhei um pouco, mas como trabalho com isso, aceitei. Eles entraram, deram o destino e quando cheguei na rua ao lado do Lagoas do Norte, um deles me deu uma gravata enquanto os outros levavam o que puderam”.


O motorista conta que uma das mulheres ameaçou inclusive atirar nele caso ele esboçasse alguma reação. Os criminosos colocaram a vítima para fora do carro e fugiram levando o veículo, mas o abandonaram pouco depois e seguiram a pé. Um morador que passava pelo local no momento do ocorrido acionou a polícia e minutos após o ocorrido, já retornaram para o batalhão com um casal detido.

“Recuperamos o carro, alguns pertences da vítima, mas infelizmente o outro casal que participou do roubo conseguiu fugir. Eles alegam que não têm nada a ver, que foram os outros dois que assaltaram, mas encontramos com eles o celular do motorista, a carteira porta-cédula, duas armas e uma faca, ou seja, contra os fatos não há argumentos”, explicou o capitão Osiel, do 9º BPM.


Foto: Reprodução/Youtube


Leia também: Manifestação: Motoristas de aplicativo reivindicam melhores condições de trabalho 


O material recuperado, assim como os presos, foi apresentado nesta manhã na Central de Flagrantes. Os acusados agora encontram-se à disposição da justiça. A PM segue em diligências para tentar localizar o outro casal que participou do assalto.

“É uma sensação de insegurança muito grande, porque a gente vive disso. Qual é a garantia que a gente tem de que vai voltar pra casa e não vai sofrer nada enquanto trabalha?”, questionou a vítima.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Com informações de Tony Silva, da O Dia TV

Deixe seu comentário