Briga por bananeira termina com uma pessoa morta em José de Freitas; entenda

Vizinhos se desentenderam por causa da folhagem da árvore e um acabou sendo esfaqueado. Acusado está foragido.

25/10/2021 12:03h

Compartilhar no

Uma briga por causa de uma bananeira terminou com uma pessoa morta na cidade de José de Freitas. Um homem identificado como Francisco das Chagas Gomes, 42 anos, foi assassinado a facadas pelo próprio vizinho durante uma discussão ocorrida no domingo (24) no bairro Suco de Uva. Esta discussão teria começado, segundo a polícia, por causa das folhas de uma bananeira que ficava no terreno da vítima e que tinham caído para o terreno onde fica a casa do do acusado.

Em depoimento à polícia, o irmão do acusado, que foi identificado apenas como Fernando e trabalha como motorista, relatou que a discussão por causa das folhas de bananeira se arrastava há dias. “Na verdade, os pés de banana eram do pai do vizinho do fundo. Eles tocaram fogo nos pés de banana e as folhas caíram para o terreno do meu irmão. Como é murado, meu irmão só jogou de volta”, explicou Odair, irmão do acusado.


Foto: Divulgação/Polícia Militar

Depois que Fernando jogou as folhas de bananeira de volta para o terreno da vítima, as discussões foram se tornando mais frequentes e mais sérias. Odair conta que chegou a registar um Boletim de Ocorrência na delegacia da cidade por causa das ameaças que teriam sido feitas por Francisco das Chagas a sua família.

Neste domingo (24), vítima e acusado chegaram às vias de fato. Odair relatou: “Meu irmão chegou em casa das compras e quando desceu da moto encontrou o vizinho á na porta armado com uma faca. Os dois bateram boca, iniciaram uma luta corporal e meu irmão até saiu lesionado porque tentou conter o rapaz, mas não conseguiu. Acabou que aconteceu o que aconteceu e o vizinho acabou morto”.

Policiais Militares e a Guarda Municipal de José de Freitas compareceram ao local do crime para isolar a área enquanto a perícia da Polícia Civil era feita. Fernando, o acusado, fugiu logo após o ocorrido e até o momento a polícia não tem informações sobre localização. A guarnições seguem em buscas

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário