• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Bando explode três agências bancárias simultaneamente em Campo Maior

Armados com fuzis, os criminosos chegaram à cidade atirando e fugiram pela rodovia BR-343, em direção à Região Norte do Estado.

30/04/2019 07:50h - Atualizado em 30/04/2019 08:17h

A população de Campo Maior, a 85 Km de Teresina, viveu momentos de terror na madrugada desta terça-feira (30) após criminosos fortemente armados terem invadido a cidade e atacado três agências bancárias simultaneamente. A ação aconteceu por volta de uma hora da madrugada e, segundo a polícia, o bando era formado por pelo menos 12 pessoas armadas de fuzis. Eles instalaram dinamites e explodiram caixas eletrônicos do Banco do Brasil, da Caixa Econômica e do Banco Bradesco.


De acordo com o coronel Raimundo Sousa, comandante de policiamento do Norte do Piauí, foi solicitado reforço de viaturas de Piripiri, Barras e Castelo do Piauí para tentar conter os criminosos, mas eles conseguiram fugir em direção à Região Norte do Estado, pela BR-343.


Bandidos atacaram as agências do Bradesco, da Caixa Econômica e do Banco do Brasil em Campo Maior - Foto: Portal De Olho

“Lá em Boqueirão, o frentista de um posto viu dois carros semelhantes à descrição repassada pelos nossos policiais: uma Hilux SW4 e outra caminhonete. Estamos aguardando a confirmação pelas câmeras de segurança, mas já fechando o cerco nas principais vias de acesso á cidade e contatando as polícias dos estados vizinhos”, explicou o coronel.


Foto: PortalDeOlho

Além dos Batalhões de Campo Maior e das cidades vizinhas, também foram acionados o BOPE e o RONE, além da Polícia Civil. A PM disse ainda não ter a identificação de nenhum dos suspeitos, mas, segundo o coronel Raimundo Sousa, a ação deles foi muito bem coordenada, o que leva a crer que eles já estariam na cidade ou pelas cercanias de Campo Maior há algum tempo, observando o movimento e planejando os ataques.


A polícia não informou valores levados pelos criminosos das agências bancárias.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário