Assassinos de empresário planejavam mais um homicídio em Picos, diz polícia

A polícia apresentou ontem a dupla acusada de matar o empresário Epaminondas Feitosa

05/07/2013 12:54h - Atualizado em 05/07/2013 14:56h

Compartilhar no

A Polícia Civil de Picos apresentou hoje (5) os réus confessos do assassinato do empresário Epaminondas Coutinho Feitosa, 34 anos, que foram presos ontem (4). O delegado Tales Gomes, que preside o inquérito, afirmou, durante coletiva de imprensa, que a dupla planejava para este final de semana mais um homicídio em Picos. 

O nome da possível vítima não foi revelado, mas seria uma pessoa influente em Picos. Os presos são: José Manoel dos Santos Matos, 33 anos, conhecido como “Santinho”, e Rinaldo José do Nascimento, 21 anos, vulgo “Teté”. Os mandados de prisão foram expedidos pela juíza Nilcimar Carvalho, da 5ª Vara Criminal da Comarca de Picos. 

A operação para cumprimento dos mandados foi denominada de Sicário e contou com suporte do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) e do Núcleo de Inteligência. 

Os acusados confessaram que executaram o crime por encomenda, mas não entregaram o mandante. 

“Uma das causas da deflagração dessa operação ontem foi a informação de que uma pessoa iria ser morta neste final de semana em Picos pelo ‘Teté’ e pelo ‘Santinho’. Então, a gente procurou preservar a vida e antecipar a operação”, explicou o delegado. A polícia irá ouvir novas testemunhas para confirmar esse plano de execução. 

Com os acusados, a polícia apreendeu duas motocicletas e  duas armas de fogo utilizadas para matar o empresário – um revólver calibre 38 e uma pistola 9 mm –, além de outro revólver 38 pertencente a “Teté”. A polícia encontrou, ainda, em poder da dupla, 15 pedras grandes de crack, mais de R$ 700 e uma balança de precisão.

“Não resta dúvida que eles foram os executores no crime de Epaminondas”, assegurou o delegado Tales. Contudo, a polícia está preferindo não comentar sobre a motivação, os mandantes e o valor pago pela execução. 

Ainda segundo a polícia, "Sicário" é a primeira etapa de um conjunto de operações que ainda serão deflagradas em Picos para desarticular quadrilha especializada em homicídios por encomenda. 

Epaminondas Feitosa foi morto a tiros, no último dia 8 de junho, quando chegava à sua residência, em Picos. Ele era casado e pai de um filho. 

Compartilhar no
Fonte: Dia a Dia Picos, Riachao Net e Agora Ed
Edição: Juliana Dias

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário