Após sofrer ameaças, jovem é atingida por quatro tiros e sobrevive

Segundo a PM, mulher tinha relacionamento com homem envolvido com o crime, e pode ter sido morta por que "œsabia demais".

19/07/2017 12:31h

Compartilhar no

Uma jovem foi vítima de quatro disparos de arma de fogo no início da noite de ontem (18), no bairro Promorar. Identificada como Carolina Santos, ela pode ter sido alvejada por conta de problemas que o autor dos tiros teria com um homem com quem ela teria se relacionado. A jovem sobreviveu, e está internada no HUT.

 “O que podemos dizer é que ela já teve um relacionamento com um indivíduo envolvido no crime na região, e já vinha sendo ameaçada”, disse o capitão Silas, comandante da Companhia Independente do Promorar.

Segundo o capitão Paulo Silas, comandante da Companhia Independente do Promorar, o crime aconteceu por volta das 19h. Carolina estava diante do CAIC quando foi alvejada. Os tiros atingiram o peito e braços da jovem, que foi socorrida e encontra-se internada no Hospital de Urgências de Teresina.

“Ainda não se pode concluir nada”, adianta ao capitão Silas. “Não podemos afirmar que ela teria envolvimento com o crime. Mas ela pode ter sido vítima por que sabia demais sobre esses indivíduos ou pode ter sido um crime passional”, disse.

O autor dos disparos já foi identificado. Trata-se de um jovem conhecido pelo apelido de “Deidinho”. De acordo com o capitão Silas, o jovem é “conhecidíssimo da Polícia Militar”.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Nayara Felizardo
Por: Andrê Nascimento

Deixe seu comentário