• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Alunos são ouvidos na Delegacia por divulgar Fake News sobre ataque

Os três jovens de 14 anos são apontados com responsáveis por divulgações informações falsas nas redes sociais.

20/09/2019 11:45h - Atualizado em 20/09/2019 19:07h

Foram ouvidos, na manhã desta sexta-feira (20), os três estudantes supostamente responsáveis por divulgar informações falsas sobre um suposto atentado a uma escola particular de Teresina. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a investigação está sendo conduzida pela Delegacia do Menor Infrator, coordenada pela delegada Kátia Esteves.

A investigação está sendo conduzida pela Delegacia do Menor Infrator, coordenada pela delegada Kátia Esteves. (Foto: Arquivo O Dia)


Leia mais:

Fábio Abreu nega ameaça após prints de suposto ataque viralizar 


Em audiência na manhã de hoje, no Complexo de Defesa da Cidadania no bairro Redenção, os jovens acompanhados dos pais foram ouvidos na presença de advogados e de um funcionário da escola. Por serem menores de idade, as identidades dos adolescentes foram preservadas.

Conversas divulgadas nas redes sociais sobre possível atentado. (Foto: Reprodução/Whatsapp)

Os adolescentes, com idades em torno de 14 anos, teriam utilizado imagens de um caso ocorrido no estado de Santa Catarina para afirmar que a escola de Teresina estaria sob ameaça de ataque. Dois são ex-alunos da escola e um foi expulso da instituição de ensino na manhã de hoje.

Segundo o proprietário e diretor do colégio, Expedito Miranda, os estudantes foram identificados pela própria escola e os nomes foram repassados para a Polícia. “Independente de tudo, tomamos medidas de precaução, informamos ao 6º DP e à Delegacia da Infância e da Juventude, também contratamos seguranças particulares”, afirma o diretor.

Entenda o caso

A Polícia Civil está investigando o compartilhamento de mensagens por meio do aplicativo Whatsapp que informavam que uma escola particular de Teresina seria alvo de ataques de quatro indivíduos armados na manhã desta sexta-feira (20). Nas imagens, um grupo de pessoas comenta que iria invadir uma escola com um revólver calibre 38. Segundo o secretário de Segurança Pública, o capitão Fábio Abreu, as imagens são falsas e seriam de um caso ocorrido no estado de Santa Catarina. 

Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário