• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Adolescente que matou aluno da Ufpi já teria assassinado duas pessoas

A polícia encontrou a arma do crime. Trata-se de um revólver calibre 22, que estava enterrado na casa da avó do suspeito do crime. Adolescente foi ouvido hoje.

26/11/2018 16:01h

O adolescente suspeito de ter matado Antônio Rayron Soares de Holanda, estudante de medicina da UFPI, prestou depoimento nesta segunda-feira (26) ao delegado Emerson Almeida, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). De acordo com a polícia, apesar de ter apenas 15 anos, o jovem já possui uma ficha criminal extensa e teria sido o autor de pelo menos mais dois homicídios.

“Ele negou no começo, mas apresentou uma série de informações inconsistentes, tanto que no final confessou ser o autor do crime e ainda entregou onde estava escondida a arma usada por ele para atirar no estudante. O objeto estava enterrado na casa da avó dele e nós conseguimos recuperá-la”, diz o delegado.


Rayron foi assassinado com um tiro no peito quando saía de um terminal de passageiros na Avenida Miguel Rosa (Foto: Reprodução/Facebook)

O revólver calibre 22 passará por perícia criminal para atestar se partiu mesmo dele o projétil que atingiu Antônio Rayron no peito. O adolescente disse que atirou contra o estudante de medicina porque ele teria reagido à abordagem, mas a polícia desconfia desta versão. “Ele disse que atirou para levar o celular, mas fugiu e não levou nada. Soma-se também o fato de ele se manter frio e impassível o interrogatório inteiro, sem demonstrar qualquer tipo de emoção ou empatia”, relatou.

As diligências da polícia agora seguem no sentido de localizar o veículo utilizado pelo rapaz para empreender fuga do local. Após ser ouvido, o adolescente foi encaminhado para o Centro de Internação Provisória (Ceip), onde vai aguardar a conclusão do inquérito e a decisão da Justiça sobre seu destino. 

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário