Adolescente é encontrada degolada em santuário de Ilha Grande

Um homem foi visto saindo do local com uma peixeira

03/07/2013 13:45h - Atualizado em 04/07/2013 11:35h

Compartilhar no

Uma adolescente de 16 anos foi encontrada degolada na manhã de hoje (3), no Santuário Mãe dos Pobres, ponto turístico do município de Ilha Grande. O corpo foi achado pelo tio e irmão da vítima, aos pés de uma imagem. A jovem foi identificada como Talya Cristina Araújo dos Anjos.

Segundo o chefe de investigação do 1º Distrito Policial de Parnaíba, Robinson Castilho, o crime foi cometido com requinte de crueldade. “A cabeça por pouco não foi decepada”, afirmou, acrescentando que a jovem foi morta, provavelmente, com o uso de um facão. 

A perícia supõe que Talia foi assassinada por volta das 5 horas da madrugada de hoje (3). A jovem foi achada vestida, e o médico legista descartou que ela tenha sido estuprada. O único ferimento que a garota apresenta é o corte profundo no pescoço. 

Ao lado do corpo, a polícia encontrou um comprimido ainda na cartela. A cápsula será encaminhada para exames no Instituto Médico Legal (IML) de Teresina, a fim de identificar de que droga se trata.

Ainda segundo Castilho, uma testemunha viu o possível autor do crime descer a ladeira próxima ao Santuário. “Era um homem com uma peixeira na mão. Ele estava sozinho e a pé, o que indica que pode ser alguém da cidade. Como é costume na região as pessoas andarem com faca – para se defender –, o senhor não suspeitou. Mas disse que se vir de novo reconhece”, relatou.  

O acesso ao Santuário é livre, e o local não dispõe de um vigia. Há apenas obstáculos para a passagem de veículos. 

A polícia trabalha com a hipótese de crime passional e suspeita de duas pessoas: uma é o ex-namorado da vítima e a outra é um homem que estaria interessado na garota. Os nomes estão sendo mantidos em sigilo para não atrapalhar as investigações. O inquérito está a cargo do delegado regional de Parnaíba, Rodrigo Moreira. 

Fotos: Portal Costanorte / Proparnaiba

A família contou à polícia que Talya saiu de casa ontem por volta das 19 horas, para dar aula. Ela é professora leiga em um projeto do Governo Federal voltado para idosos.  

O corpo da jovem já foi examinado e liberado para a família. A cena do crime também já foi periciada. As Polícias Civil e Militar realizam diligências em busca dos suspeitos.

O Santuário Mãe dos Pobres


 

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário