Acusado de matar ex-mulher a tiros em Corrente é preso após dois anos foragido

Agora, o Ministério Público pede a realização do julgamento do réu

17/11/2021 16:08h - Atualizado em 17/11/2021 16:14h

Compartilhar no

Após dois anos foragido da Justiça, Vianez Pereira Lustosa, acusado de assassinar a ex-esposa a tiros e na frente dos filhos menores, foi preso no início do mês de novembro no município de Corrente, no Sul do Piauí. Agora, o Ministério Público pede a realização do julgamento do réu.


Leia tambémHomem é preso suspeito de espancar filhote de cachorro em Teresina 


Vianez Pereira matou a ex-mulher, Misequia Silva de Carvalho, de 27 anos, com dois tiros nas costas no dia 24 de abril de 2017. O acusado tentou fugir, mas acabou preso pela Polícia Militar momentos depois do crime. A investigação apurou que ele não aceitava o fim do relacionamento. 

Foto: Divulgação / PC

A defesa de Vianez Pereira ingressou desde então com uma sequência de pedidos de prisão preventiva e de liberdade sob alegação de que o homem apresentava de problemas de saúde. Até que em 22 de dezembro de 2019 a juíza Viviane Kaliny Lopes de Souza revogou a prisão. Dois meses depois, contudo, a Justiça atendeu a um recurso do Ministério Público que pediu novamente a prisão preventiva de Vianez Pereira. Ele fugiu e só foi recapturado neste mês. 

“Em 05 de novembro de 2021, após recebimento de denúncia com informações concretas e detalhadas de que o acusado estava se escondendo na casa de familiares, na cidade de Corrente, a Polícia Civil deu fiel cumprimento ao mandado de prisão preventiva”, revelou o Ministério Público, que requer a realização da sessão do Tribunal do Júri do caso. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário