Acusado de agenciar pistolagem se recusa a falar na CICO

Embora tenha sido apontado como agenciador de crimes em Pio IX, Fronteiras e Teresina, Marcos Antônio Solano Feitosa, o Marcos Baladeira, ao ser interrogado na terça-feira, pelo delegado Riedel Batista.

30/09/2009 19:21h

Compartilhar no
Embora tenha sido apontado como agenciador de crimes em Pio IX, Fronteiras e Teresina, Marcos Antônio Solano Feitosa, o Marcos Baladeira, ao ser interrogado na terça-feira, pelo delegado Riedel Batista, na sede da Comissão Investigadora do Crime Organizado – CICO, negou-se a dar declarações, limitando-se a dizer que só falaria em juízo. “Apesar do silêncio que ele manteve, temos provas suficiente de seu envolvimento em crimes no Piauí e Pio IX”, disse o delegado Bonfim Filho, coordenador da CICO. O depoimento de Marcos foi prestado na presença do promotor de Justiça José Hamílton Bezerra e de dois advogados de defesa.

No mês passado, quando prestou depoimento ao delegado Riedel Batista, Manoel Feitosa Neves Júnior, o Manoel do Seu Né, acusado de ser matador de aluguel, apontou Marcos Baladeira como agenciador de alguns dos crimes que ele participou, como é o caso do assassinato do fazendário Antônio Gernásio Alencar, em frente a um colégio na rua Goiás, bem como do assassinato de Júlio Galdino e do fazendeiro Raimundo Sobrinho, ambos em Pio IX.

Marcos Baladeira, então, teve a prisão preventiva solicitada pelo delegado Bonfim Filho, e foi localizado em Jaraguá, Goiás. Trazido a Teresina pela Cico, ele foi apresentado à imprensa na última sexta-feira.

A equipe da comissão investiga também o possível envolvimento de Manoel do Seu Né e Marcos Baladeira no assassinato dos estudantes de Medicina José Marcelo e Mário Aires de Sousa. Eles foram mortos a tiros quando chegavam a faculdade de Medicina de Nova Iguaçú, no Rio de Janeiro. Os estudantes eram filhos do prefeito de Fronteiras, Dr. Marcelo.

Em seu depoimento na CICO, Manoel do Seu Né revelou também que aceita encomendar para matar nos valores que variam de R$ 3 a R$ 6 mil.

Além de Manoel do Seu Né e de Marcos Baladeira, também é acusado de crimes de pistolagem na região de Pio IX, Marcos Vinícius Feitosa. Todos sãoa parentes de Nilson Reis Feitosa, que responde a processos pro assaltos, sequestros e do latrocínio em que foi vítima a estudante de Medicina Tallyne Teles.
Compartilhar no
Fonte: Oliveira Sales / Jornal O DIA
Edição: Portal O Dia
Por: Portal O Dia

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário

Tags: