13 policiais civis são alvo de operação contra fraude em concurso

Operação Infiltrados foi deflagrada na manhã de hoje (9) para combater a fraude a um concurso público para a Polícia Civil realizado em 2012.

09/05/2017 08:10h

Compartilhar no

Treze agentes da Polícia Civil receberam a visita de colegas, durante as primeiras horas da manhã de hoje, e foram presos acusados de participar da fraude ao concurso público para a polícia, realizado em 2012. A operação realizada pelo GRECO (Grupo de Repressão ao Crime Organizado) foi deflagrada hoje, e deve cumprir 23 mandatos de prisão, entre prisões preventivas, temporárias e condução coercitiva, além de outros 27 de busca e apreensão.

(Foto: Polícia Civil)

“São pessoas recém entradas na Polícia Civil, mas que infelizmente entraram de forma ilegal, ilícita”, comenta o delegado Willame Moraes, titular da GRECO. Os acusados já atuavam como policiais em delegacias da capital e do interior do estado. Serão cumpridos mandados em Teresina, Campo Maior, Pedro II, São Raimundo Nonato, Fortaleza, no Ceará, e em Araripina, no estado do Pernambuco. “Várias pessoas estudam, se esforçam, e aí vem uma pessoa usando de fraude e passa. Além de não terem competência para entrar, conhecimento para exercer a profissão, ainda prejudicaram quem se esforçou”, disse Willame Moraes.

A operação ainda está sendo realizada, e os presos estão sendo conduzido para delegacias nas várias cidades em que a ação da Polícia acontece. Segundo o delegado Willame, pelo menos 10 pessoas já foram presas.

(Foto: Polícia Civil)
Cerca de 100 policiais civis foram mobilizados para atuar na Operação Infiltrados, entre agentes do Greco, Corregedoria de Polícia Civil, Diretoria de Inteligência da SSP-PI, Gerência de Polícia do Interior, Metropolitana e Especializada, Unidades de Polícia Civil da Capital e do Interior, além da DRF – Delegacia de Roubos e Furtos da Polícia Civil do Ceará e da 24ª Delegacia Seccional de Araripina-PE.

Aguarde mais informações.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Nayara Felizardo
Por: Andrê Nascimento

Deixe seu comentário