“Estamos prendendo, mas os crimes continuam”, diz secretário de Segurança do Piauí

Para ele, os recentes atos criminosos são consequência do aumento do tráfico de drogas

30/11/2021 14:21h - Atualizado em 30/11/2021 14:45h

Compartilhar no

O secretário de Segurança do Piauí, coronel Rubens Pereira, comentou nesta terça-feira (30) o avanço nos casos de violência no Piauí. Para ele, os recentes atos violentos são consequência do aumento do tráfico de drogas promovido no estado por organizações criminosas que se instalaram em Teresina e no litoral. 


Leia também:  Wellington Dias cobra implantação do Plano Nacional de Segurança em evento com Nunes Marques 


“O que estamos vendo é uma disputa pelo mercado do tráfico de drogas. Em uma hipótese que acho impossível, se as pessoas parassem de consumir drogas, não teríamos essa situação. Mas temos que enfrentar essa realidade com o aparato que temos”, disse o coronel em entrevista ao sistema O Dia.

Foto: Assis Fernandes / O Dia

O gestor pontuou que as polícias civil e militar prenderam muito mais neste ano, contudo, a medida ostensiva não foi suficiente para barrar os crimes. “Realizamos com a Polícia Militar e a Polícia Civil mais de 50% das prisões que realizamos no ano passado. Estamos prendendo mais, com o mesmo aparato, e os crimes continuar acontecendo. É preciso impedir a rota do tráfico”, disse. 

O secretário participou na última semana de um encontro entre os chefes de investigação dos estados nordestinos para a troca de experiência e o planejamento de ações integradas. Com o estado do Maranhão, por exemplo, a secretaria pretende fortalecer as fiscalizações nas divisas entre os dois estados. Parceiras com o Ministério da Justiça e Segurança Pública também são citadas pelo secretário. 

Sobre a força tarefa montada entre o Piauí e as forças de segurança federais para o combate as organizações criminosas com atuação no litoral, Rubens Pereira afirmou que os envolvidos estão sendo identificados e logo podem ocorrer prisões. O coronel destacou ainda que está em processo de licitação no Piauí um sistema de vídeo monitoramento estadual que funcionará integrado com as demais forças de segurança para o combate a criminalidade. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário