Wellington Dias teme terceira onda da Covid-19

O governador defendeu que até o mês de agosto é preciso que a grande maioria da população brasileira esteja imunizada.

10/05/2021 17:14h

Compartilhar no

O governador Wellington Dias (PT), presidente do Consórcio Nordeste, afirmou nesta segunda-feira (10) durante um encontro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) com os governadores que teme uma terceira onda da pandemia da Covid-19 no Brasil.


Leia tambémNo Piauí, 27 trabalhadores denunciam fraude na suspensão de contratos 


Wellington defendeu que o país deve chegar a 100 milhões de doses de vacina para que ocorra uma vacinação em massa e uma  terceira onda da Covid-19 seja evitada. O chefe do Executivo piauiense comentou que até o mês de agosto é preciso que a grande maioria da população brasileira esteja imunizada. 

“Faço um apelo para que possamos alcançar cerca de 100 milhões de doses de vacina para que o Brasil tenha condições de imunização em massa, pelo menos, até agosto deste ano, como vai ocorrer com os países mais desenvolvidos. Queremos garantir variadas vacinas e produção de IFA pelo Butantan, União Química e Fiocruz. Precisamos evitar uma terceira onda da Covid-19”, disse.

Foto: Divulgação / Ccom

Mais cedo, em uma reunião com a Comissão Temporária Covid-19 do Senado Federal, Wellington Dias havia afirmado que teme o isolamento comercial do Brasil  em relação aos países que estão com a vacinação isolada e já com plano de retomada das atividades. 

O encontro dos governadores com a Ansiva debateu a compra de vacinas de maneira descentralizada por estados e municípios; a situação atual dos leitos de UTI e oxigênio medicinal; programa de testagem da população nos estados e municípios; compra e fabricação de vacinas; retorno das aulas presenciais; isolamento social e medidas restritivas.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário