"Você é a próxima", disse agressor de transexual

Durante agressão sofrida na noite de ontem, Brenda Vitória conta que o agressor pretendia matá-la.

30/07/2014 11:41h - Atualizado em 30/07/2014 12:21h

Compartilhar no

Brenda Vitória prestou depoimento na manhã de hoje (30) na Delegacia de Direitos Humanos e contou detalhes do momento que ela foi agredida na noite de ontem, quando foi atacada por um cliente. Ela conta que depois de ter feito o programa, o cliente voltou para deixá-la no seu ponto, que fica nas proximidades da Praça João Luis. Nesse momento, ele exigiu que Brenda lhe devolvesse o dinheiro do programa e acelerou o veículo.

Foto: Reprodução

Brenda diz que ficou muito nervosa e puxou o volante. "Nesse momento, ele deu um murro no meu maxilar. Foi quando eu tirei a chave e joguei no rio. Ele ainda me deu dois chutes e fugiu", conta Brenda. O veículo totalmente, no meio na avenida Maranhão, em frente ao Shopping da Cidade.

Segundo Brenda, a sensação de desespero foi tão grande que estava decidida a virar o carro com ela dentro. "Quando ele começou a me agredir, disse que eu seria a próxima. Fiquei com muito medo de acontecer comigo o mesmo que aconteceu com Makelly", desabafa a vítima. 

Brenda Vitória ainda conta que durante todo o programa ele agiu como um cliente normal. "Ele estava se comportando normalmente mesmo, apenas tinha uns surtos. Pedia uma coisa, depois dizia que não queria mais. Mas ele só começou a me agredir quando a gente saiu, já dentro do carro", explica.

Agora, Brenda quer justiça porque tem medo do que possa acontecer. "A gente vive na rua, é o nosso trabalho", disse. 

Sobre as características do agressor a vítima afirma ser um moreno claro, forte. Não tem marcas pelo corpo e nem tatuagens que possa identificá-lo mais facilmente. Ele também não deu nenhum nome.

Compartilhar no
Por: Nayara Felizardo (do local) e Maria Luiza Moreira (redação)

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário