• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Vítima de barbárie em Castelo deixa UTI do HUT

Outra adolescente continua internada na unidade de terapia intensiva, após apresentar hemorragia.

03/06/2015 19:34h - Atualizado em 03/06/2015 20:22h

Uma das adolescentes atacadas em Castelo do Piauí na semana passada deixou nesta quarta-feira a Unidade de Terapia Intensiva e foi transferida para o setor de cuidados intermediários do Hospital de Urgência de Teresina Dr. Zenon Rocha (HUT)

Ela tem 17 anos e chegou ao hospital na quarta-feira passada, com traumatismo craniano e diversas lesões pelo corpo. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, a adolescente está consciente e conversando.

Outra vítima, também de 17 anos, segue internada na UTI em estado grave, depois de ter apresentado hemorragia interna na região do abdômen. Na manhã da última segunda-feira (1º), o diretor do HUT, Gilberto Albuquerque, chegou a gravar um vídeo fazendo um apelo para que a população realizasse doações de sangue no Hemopi, pois a adolescente seria submetida a uma nova cirurgia e precisaria de plaquetas. O procedimento ocorreu, mas a menina permanece na UTI.

As outras duas vítimas já estavam fora de perigo desde a semana passada. Uma continua no HUT e outra foi transferida para o Hospital São Marcos.

Na terça-feira, familiares e amigos das garotas atacadas em Castelo fizeram atos simbólicos para manifestar apoio às adolescentes e repúdio aos cinco acusados de envolvimento no crime, incluindo quatro menores de idade e um homem identificado como Adão José de Sousa, 40 anos.

Os manifestantes passaram pelo HUT, pelo hospital particular onde uma das vítimas está internada e encerram o ato pela paz na Avenida Frei Serafim.


Tudo sobre a 'Barbárie em Castelo'

Amigos e familiares fazem ato em apoio a vítimas de estupro coletivo em Castelo

Polícia estima que laudo do DNA das vítimas e estupradores sai em 15 dias 

Vítima de estupro coletivo precisa de doação de plaquetas urgente 

Delegado pretende falar com vítimas de estupro

Castelo do Piauí: Mentor de 'estupro coletivo' nega participação no crime

Polícia captura suspeito de comandar estupro coletivo em Castelo  

Estupradores estavam alucinados pelo uso de drogas, acredita delegado

Vítimas de estupro coletivo têm cortes do rosto e graves ferimentos

Adolescentes são sequestradas e violentadas em Castelo do PI



Deixe seu comentário