• Premium Outlet
  • Salve Maria
  • Jovens escritores 2019
  • Banner paraíba
  • AZ no rádio
  • cachoeir piaui
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Vacinação contra a aftosa deve ser concluída até dia 31; Veja o que muda

Vacinação acontece durante todo o mês de Maio

02/05/2019 18:26h

O governo do Estado, por meio da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Piauí (Adapi), deu início a mais uma campanha de Vacinação Contra a Febre Aftosa. Até o dia 31 deste mês, espera-se que todo o rebanho bovídeo do estado, incluindo bovinos e bubalinos, seja vacinado. Atualmente, o Piauí possui aproximadamente 1,7 milhão destes animais.

Nesta etapa, mais uma mudança significativa acontece na estratégia de vacinação dos bovídeos do Estado. Agora, a quantidade de vacina aplicada em cada animal diminui de 5ml para 2ml. “Essa mudança tem como objetivo a redução das reações vacinais provocadas pelas doses anteriores, como abscessos e caroços que alguns animais acabavam apresentando. Bem como reduz os custos totais para os produtores”, afirma o Gerente de Defesa Animal, Idílio Moura, que ainda ressalta que tal mudança acontece após testes realizados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Ao longo do período, com data limite em 15 de junho, os criadores deverão procurar o escritório da Adapi mais próximo para realizar a certificação da vacinação. Esse momento serve para atualizar as informações sobre o rebanho do Estado e evitar que o produtor venha a sofrer alguma sanção, como multas ou impossibilidade de trânsito dos animais, visto que a vacinação é obrigatória e requisito necessário para o trânsito e comercialização de bovídeos.

Desde a fundação da Adapi, no ano de 2006, foram vários os avanços na sanidade animal piauiense. Agora, o estado se encaminha para a classificação de Área Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação, prevista para acontecer no ano de 2020, de acordo com o novo cronograma estratégico do Programa Nacional de Febre Aftosa (Pnefa). Resultados que destacam a eficiente parceria já consolidada entre o corpo da agência e a sociedade piauiense.


Orientações para uma melhor vacinação

- Compre as vacinas somente em lojas cadastradas pela Adapi;

- Verifique se as vacinas estão em refrigeração (temperaturas entre 2°C a 8°C);

- Para transportá-las, use caixas térmicas (isopor), coloque três partes de gelo para uma vacina e lacre com fitas em volta do depósito;

- Mantenha a vacina no gelo até o momento da aplicação;

- Ao usar a pistola de vacinação: desmonte, lave com água e sabão e ferva  por no mínimo 10 minutos;

- Separe os animais e escolha a hora mais fresca do dia para realizar a vacinação;

- Durante a vacinação, mantenha a seringa ou a pistola de vacinação na caixa térmica;

- Utilize agulhas novas, adequadas e limpas com tamanhos 15x15, 15x18 ou 20x20;

- A higiene e a limpeza são fundamentais para uma boa vacinação e evita o surgimento de abscessos;

- Agite o frasco antes de usar e aplique a dosagem certa em todos os animais: 5ml;

- O local correto de aplicação é a tábua do pescoço, podendo ser no músculo ou embaixo da pele;

- Faça uma boa contenção dos animais e aplique a vacina com calma.



Foto: Assis Fernandes/ODIA


Deixe seu comentário