Teresina vende peixe até 50% mais caro que no litoral

O DIA pesquisou e constatou a disparidade dos valores praticados na capital e no litoral piauiense; valores devem aumentar com a Quaresma

07/03/2014 07:08h

Compartilhar no

Os consumidores de peixe de Teresina poderão pagar até 50% a mais pelo quilo do alimento neste período da Semana Santa. A reportagem de O DIA fez um comparativo dos preços praticados no Mercado do Peixe de Teresina, situado na zona Leste, e no litoral do Piauí e constatou que os preços variam de acordo com o tipo de peixe, mas podendo custar até 50% mais caro na capital.

Em Teresina, por exemplo, os peixes preferidos pelos consumidores são a tilápia, piratinga, tambaqui e branquinho. A pescada amarela também é líder nas mesas dos consumidores e chega a custar até R$30 o quilo. Já no litoral, os mesmos produtos têm preços variando entre R$20 a R$24, dependendo do estabelecimento comercial. Preços semelhantes são praticados também na comercialização da cavala e do pargo.

No litoral piauiense, peixes serra, grarajuba e eariacó ficam em torno de R$11 e R$12, enquanto outras espécies, como tainha, coró e peixe galo, variam entre R$6 e R$8 o quilo. O valor do produto sofreu um reajuste este ano, em relação ao mesmo período do ano anterior, por isso, quem quiser manter a tradição de não comer carne vermelha no período da Quaresma, a orientação é fazer uma pesquisa de preços para verificar os locais com preços mais atrativos.

A procura por peixes já começou a crescer lotando as gondolas dos supermercados e as bancas nas feiras desde a última quarta-feira. A expectativa também é de variação considerável de preços em outros produtos típicos consumidos no período, como ovos e sardinha.

Compartilhar no
Por: Mayara Martins - Jornal O Dia

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário