Com alerta de temporais, Governo envia mais 20 bombeiros a Parnaíba

Em 24 horas, choveu na cidade mais que o esperado para todo o mês de março. Chuvas continuarão fortes até a segunda quinzena de abril e em maior começam a reduzir.

22/03/2019 10:32h - Atualizado em 22/03/2019 11:54h

Compartilhar no

Atualizada às 11h48min

Diante do risco de mais temporais no litoral piauiense nos próximos dias, o Governo do Estado enviará o reforço de 20 homens para ajudar os trabalhos do Corpo de Bombeiros no auxílio às vítimas das enchentes. A equipe se deslocará para Parnaíba neste final de semana. A medida foi anunciada no final da manhã após reunião do governador Wellington Dias com o comandante dos Bombeiros Militares do Piauí, coronel Carlos Frederico.

“Tratamos com o governador sobre a situação de Parnaíba e o envio de uma equipe de 20 militares liderada por um aspirante a oficial. Temos uma previsão de tempo com muita chuva para esse final de semana e é importante a presença do Corpo de Bombeiros para tomar conta da situação no que diz respeito à busca e salvamento”, garantiu o coronel. A principal preocupação no momento é com o litoral, as outras cidades haverá uma normalidade no que diz respeito às previsões de chuvas. “Em outras cidades as chuvas poderão ser enfrentadas com as equipes que estão de prontidão”, disse. 


Foto: Divulgação/Ccom

Iniciada às 10h32min

A região do Meio Norte do Piauí encontra-se sob alerta para risco de fenômenos adversos com ocorrência de temporais e tempestades de raios nos próximos dias. O aviso meteorológico foi emitido pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e vale a partir desta sexta-feira (22). Além de tempestade de raios e chuvas intensas. O alerta do Inpe fala também na ocorrência de vendaval e acumulado de chuva.  Ao todo, 56 municípios piauienses estão sob aviso.

Vale lembrar que na noite de ontem e madrugada de hoje, o litoral piauiense registrou um índice pluviométrico muito acima da média esperada para todo o mês. De acordo com o professor de climatologia da Uespi, Werton Costa, choveu nas últimas 24 horas mais do que o esperado para todo o mês de março no litoral. “A média de chuva para Parnaíba é de 240 mm e choveu mais de 260 mm. Ilha Grande também registrou volume parecido”, diz.


Foto: Arquivo O Dia

Werton explica que o aumento do volume de chuvas no Piauí como um todo é normal neste período, mas que a precipitação que ocorreu no litoral, ou seja, a chuva acima da média, se configura como uma anomalia negativa. O episódio de Parnaíba, segundo ele, é isolado e com mínima possibilidade de repetição.

Em Teresina, o que se viu também foi uma noite de transtornos causados pela enxurrada em vários pontos de alagamento. Embora na Capital o volume de chuva tenha sido bem menor em relação a Parnaíba, devido á área urbana aqui ser maior, os problemas foram tão graves quanto os do litoral.


Foto: Arquivo O Dia

“A chuva de Teresina foi na casa dos 40 mm, mas os transtornos foram equivalentes ao que se viu em Piripiri, que choveu 80 mm, e a Parnaíba porque tivemos uma concentração em algumas áreas, como por exemplo, na zona Sul. Naquela região não há nenhuma estação pluviométrica operando. Elas estão concentradas nas zonas Norte, Leste e Centro, então o mapeamento da parte Sul fica desguarnecido”, discorreu Werton.

Para os próximos dias, a previsão é de mais chuva e de acordo com o climatologista. Pelo menos até a segunda quinzena de abril, o Piauí deverá continuar tendo fortes precipitações, sobretudo o trecho de Teresina ao litoral. Somente em maio é que as chuvas começarão a dar uma trégua, porque o mês é conhecido como o final do ciclo chuvoso no Estado. As previsões para maio apontam para um volume de chuva duas vezes menor que o registrado em março e o começo de abril.

Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário