• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Temporal deixa ruas alagadas e causa estragos em Picos

Ruas ficaram alagadas e vias interditadas pela queda de árvores e crateras que se formaram no chão.

08/01/2020 17:28h - Atualizado em 08/01/2020 22:45h

Um temporal nesta quarta-feira (06) causou estragos em Picos, no Sul do Piauí. Ruas ficaram alagadas e vias interditadas pela queda de árvores e crateras que se formaram no chão. A força das águas arrastou carros e interditou um trecho da BR-316. Veja os vídeos abaixo!

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram o intenso volume de água que chegou as principais ruas da cidade. Até o momento, 10 bairros foram afetados pela enxurrada. A Defesa Civil trabalha no local e ainda não há informações de feridos ou mortos.


Um trecho da Avenida Getúlio Vargas, uma das principais vias de acesso da cidade, foi levado pela força da água, e a prefeitura contabiliza os estragos. A Defesa Civil do município informou que o balão da Bomba, em Picos, próximo a BR-316, está alagado e, por isso, o trânsito está lento. A climatologia previu chuvas intensa para as próximas 24 horas.  


Confira na íntegra o informe publicado pela Prefeitura de Picos sobre a interdição de vias:

A Prefeitura Municipal de Picos (PMP) informa que, até o momento, duas vias encontram-se interditadas como medida de segurança, devido à forte chuva da tarde desta quarta-feira, 8 de janeiro. Parte da Av. Getúlio Vargas se encontra impossibilitada de acesso. O trecho próximo à Igrejinha do Sagrado Coração de Jesus, no Centro da cidade, cedeu, devido à obra no local do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Contudo, equipes da Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana e DNIT estão monitorando o local. Nesta sexta-feira (9), a via passará por reparos, sob a responsabilidade do departamento nacional. Outro ponto que se encontra interditado é a Rua Monsenhor Hipólito, no bairro Canto da Várzea, onde passa um riacho. Nesse caso, é necessário aguardar até que a água acumulada se evacue para a liberação da rua. A PMP ressalta que equipes das secretarias de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana e de Defesa Civil estão em campo, mapeando zonas de risco e trabalhando para a resolução dos problemas decorrentes das chuvas. A prefeitura está em campo verificando a situação geral da cidade, à medida que surgirem novas informações, tornaremos públicas.

Por: Redação

Deixe seu comentário