São Raimundo Nonato e Picos estão entre os 10 maiores produtores de mel do Brasil

O levantamento do IBGE mostra que o Piauí é o maior produtor de mel do Nordeste e o terceiro maior do País.

29/09/2021 12:56h

Compartilhar no

Ocupando a 6ª e a 10ª posição, respectivamente, os municípios de São Raimundo Nonato e de Picos estão entre os dez maiores produtores de mel do Brasil. Os dados são da Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) 2020, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento também mostra que o Piauí é o maior produtor de mel do Nordeste e o terceiro maior do País.

O Piauí gerou 5,6 mil toneladas de mel em 2020 e 9,4% desse total foi produzido no município de São Raimundo Nonato. Com produção de 533 toneladas de mel, o município se tornou o maior produtor da iguaria no Estado e o 6º maior do país.

Segundo o supervisor de Pesquisas Agropecuárias do IBGE no Piauí, Pedro Andrade, vários motivos levaram ao aumento da produção em São Raimundo Nonato. Entre eles, incentivos dados ao município para a produção de mel, melhora no preço pago ao produtor e crescimento da demanda.

“Houve, inclusive, instalação de postos de compra para remessa a indústrias em outros estados, além do município contar com boa infraestrutura e organização neste setor através das associações de apicultores”, destaca Andrade.

No Piauí, a liderança da produção de mel era do município de Picos desde 2017. Com São Raimundo Nonato à frente, restou a Picos a segunda posição no estado e a décima no país. Os apicultores picoenses obtiveram 406 toneladas de mel no ano passado, ou seja, cerca de 23,7% menos que São Raimundo Nonato. 

O mel produzido no Piauí, em 2020, está avaliado em cerca de R$46 milhões. Desse valor, o município de São Raimundo Nonato gerou R$4 milhões e o município de Picos R$3,4 milhões. Juntas, as duas cidades são responsáveis por 16,5% do volume e por 15,9% do montante total gerado pelo mel no estado.

Apenas os estados do Paraná e do Rio Grande do Sul superam o Piauí em volume de mel. A produção paranaense foi de 7,8 mil toneladas e a gaúcha de 7,4 mil toneladas em 2020. O Brasil gerou 51 mil toneladas de mel no ano passado: desse total, o Paraná produziu 15,2%, o Rio Grande do Sul contribuiu com 14,5% e o Piauí teve participação de 11%.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário