Reservatórios funcionam apenas com 8% de sua capacidade

Quarenta cidades piauienses podem ter dificuldades com abastecimento por conta da seca e da distribuição de água por adutoras

14/06/2017 08:47h

Compartilhar no

O governador Wellington Dias (PT) anunciou, na semana passada, a necessidade de racionamento de água em pelo menos 40 municípios piauienses. O decreto é para evitar uma crise hídrica no Piauí nos próximos meses. De acordo com o secretário de desenvolvimento rural, Francisco Limma, os reservatórios dessas cidades estão operando com apenas 8% de suas capacidades.

Segundo Limma, o período chuvoso no ano passado foi menor do que o esperado. “Choveu menos do que este ano e nós tivemos uma safra reduzida, que representa 40% do que a gente tem esse ano. Porém, nesses 40 municípios, vamos ter muito mais dificuldades com o abastecimento de água. Temos vários reservató- rios com 8% a 12% preenchidas com água”, disse. 

A principal consequência do baixo número, como citou o secretário, é o comprometimento da distribuição de água por adutoras. Entre os munícipios com pouca capacidade em reservatórios, estão Pio IX, São Julião, Padre Marcos e a barragem de São Raimundo Nonato. 

Nesse primeiro momento, a orientação do governo foi de que sejam consumidos, diariamente, de 50 a 70 litros de água por família. Além do racionamento de água, serão tomadas medidas que garantam a segurança hídrica nas regiões mais afetadas com a falta de água, segundo Limma. O governador já instalou uma comissão de atenção especial que será coordenada pela Defesa Civil, Instituto de Águas, Emater, SDR e Agespisa. “Estamos com problemas seríssimo de abastecimento de água para consumo humano. Então, a primeira solução é usar o carro-pipa, emergencialmente”, pontuou.

Compartilhar no
Por: Ithyara Borges - Jornal o dia

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário