Protesto: Enfermeiros realizam paralisação de 24 horas no dia 30 de junho

As ações fazem parte da luta pela aprovação do valor da remuneração proposta no PL 2564/2020 que tramita no Senado.

21/06/2021 09:45h - Atualizado em 21/06/2021 14:21h

Compartilhar no

Os profissionais de Enfermagem dos setores público e privado do Piauí realizam no dia 30 de junho uma paralisação de 24 horas das atividades em todo o Estado. As ações fazem parte da luta pela aprovação do valor da remuneração proposta no PL 2564/2020  que tramita no Senado, que altera a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, para instituir o piso salarial nacional do Enfermeiro, do Técnico de Enfermagem, do Auxiliar de Enfermagem e da Parteira.


Leia também: VÍDEO: técnica de enfermagem atravessa rio em Oeiras para imunizar idosos contra Covid


(Foto: ilustrativa/Senatepi)

A paralisação terá início às 7h nos Drive-thru de vacinação de Teresina, com duração de 1h hora. A categoria reforça que será mantido os serviços de urgência e unidade de terapia intensiva (UTI). Na manifestação serão realizadas carreatas e mobilizações em todo o Estado.

Segundo o Sindicato dos Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do Estado do Piauí (Senatepi), são cerca de 40 mil profissionais com registros ativos em todo o estado. Erick Riccely, presidente da entidade, destaca que a categoria busca a regulamentação da jornada de trabalho e por um piso salarial digno. Ainda de acordo com ele, muitos profissionais estão sofrendo com o aumento de doenças psiquiátricas e óbitos, devido ao novo coronavírus.

“Os profissionais de Enfermagem estão sem férias desde o início da pandemia, em março de 2020, assim como foi a profissão que mais registrou óbitos por Covid-19 e cortes salariais. É a única profissão, dentre os que estão na linha de frente, que não tem jornada regulamentada. A medicina tem sua jornada regulamentada em 20h, fisioterapia, nutrição, psicologia e serviço social em 30h/semanais, e a Enfermagem quer o mesmo tratamento e o respeito que o governo tem com as outras profissões”, disse.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário