• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Professores da UFPI podem entrar em greve no início do período letivo

Não havendo acordo com o Governo Federal, os professores irão deflagrar greve

27/07/2011 11:52h

As aulas da Universidade Federal do Piauí (Ufpi) começam na próxima segunda-feira (1º). Contudo, os professores podem abandonar as salas de aula ainda no início do período letivo. A Adufpi (Associação dos Docentes da Ufpi) agendou para a próxima semana uma assembleia geral da categoria para analisar a possibilidade de greve. A data ainda não foi definida.

É provável que haja paralisação nos dias 23 e 24 de agosto, conforme consta do calendário do Andes (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior), a fim de exigir negociações efetivas com o Governo Federal e atendimento da pauta de reivindicações.

Os professores reivindicam política salarial permanente, com reposição inflacionária, valorização do salário base e incorporação das gratificações.

Segundo o presidente da Adufpi, Mário Ângelo Sousa, haverá duas reuniões na próxima semana em Brasília para discutir a pauta com o Governo e entre entidades sindicais. A primeira, entre o Andes e o Governo, deve acontecer no dia 2 de agosto, e a segunda, reunindo sindicatos de docentes de várias universidades federais do País, nos dias 6 e 7 do referido mês.


De acordo com Mário Ângelo, se não houver acordo com o Governo, de forma a contemplar as reivindicações da categoria na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2012, haverá greve dos docentes em universidades federais de todo o Brasil. "O Governo tem até o dia 31 de agosto para fechar o projeto da LDO. Se até essa data não incluir as melhorias no projeto, os professores ficarão sem reajuste", afirmou.

Mário Ângelo diz ainda que a assembleia geral marcada para a próxima semana, além da possibilidade de greve, deve também construir uma pauta de reivindicação local com pontos a serem negociados com a administração superior da Ufpi.

Por: Juliana Dias

Deixe seu comentário