• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Produção cai, mas PI ainda é maior produtor de pó de carnaúba do país

Os números do IBGE mostram que a produção piauiense no setor registrou queda no ano passado.

20/09/2019 07:00h - Atualizado em 20/09/2019 12:18h

Dados da pesquisa “Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura (PEVS)”, divulgados nesta quinta-feira (19) pelo IBGE, apontam que o estado do Piauí terminou o ano de 2018 como o maior produtor de pó de carnaúba no Brasil. Foram extraídas no estado 10,4 toneladas, o que representa 58% da produção brasileira do item, que foi de 17,9 toneladas em 2018.

Em termos de valor da produção, a pesquisa mostra que o Piauí atingiu a marca R$ 118,06 milhões, o equivalente a uma participação de 62% do valor total extraído no país. 


Leia também:

Produção e produtividade de soja batem recordes no Piauí, diz Conab 

Piauí ocupa 3ª posição na produção de grãos do Nordeste, diz IBGE 


Os municípios de Piripiri (478 toneladas), Campo Maior (448 toneladas) e Piracuruca (441 toneladas) são os que alcançaram os melhores índices de produção do pó de carnaúba no estado do Piauí, em 2018. 

Apesar do bom desempenho, o estudo divulgado pelo IBGE mostra que participação do Piauí na produção brasileira de pó de carnaúba vem caindo nos últimos anos. Em 2009, o estado chegou a ser responsável por 67% da produção, com mais de 12 mil toneladas. Na série histórica até o ano de 2018, a queda na produção foi de aproximadamente 14%.

 Mesmo com a queda na produção, o pó da carnaúba continua sendo o principal item da pauta do extrativismo no estado. 


Piripiri, Campo Maior e Piracuruca lideram a produção no estado - Foto: Jailson Soares/O Dia

Enquanto o Piauí registrou queda na produção, o vizinho estado do Ceará é o que teve o maior aumento, alcançando a marca de 6,7 toneladas em 2018, o que representou 37% do total produzido no país. Na série histórica entre nos anos de 2009 a 2018, analisada pela pesquisa do IBGE divulgada nessa quinta-feira, o Ceará registrou um crescimento de cerca de 22% em sua produção. 

O pó da Carnaúba tem sua extração concentrada no Brasil em apenas cinco estados da região Nordeste: Piauí, Ceará, Maranhão, Rio Grande do Norte e Paraíba.

Carvão Vegetal 

O IBGE também divulgou nesta quinta-feira (19) os dados sobre o extrativismo do Carvão Vegetal. De acordo com a pesquisa, o Piauí terminou o ano de 2018 com o quarto maior volume de produção do Brasil, ficando atrás apenas do Maranhão, Mato Grosso do Sul e Bahia. Foram produzidas no estado 46,9 toneladas, o que representa 13,8% da produção nacional do item. 

O município de Jerumenha, localizado a 313 km da capital, concentrou em 20185 um quarto de toda a produção, com mais de 12 toneladas. A segunda colocação é do município de Marcos Parente, que produziu 6,7 toneladas de carvão vegetal em 2018.

O estudo

A pesquisa “Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura(PEVS), divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira(19), apresenta informações referentes à quantidade e ao valor da produção decorrente dos processos de exploração de florestas plantadas para fins comerciais (silvicultura), bem como da exploração dos recursos vegetais naturais (extrativismo vegetal).

O estudo é considerado a principal fonte de estatísticas sobre o acompanhamento sistemático da exploração dos recursos florestais em todo o Território Nacional.

Por: Natanael Souza, do Jornal O Dia

Deixe seu comentário