Procurador da República encontra baratas em pizza do restaurante Coco Bambu

O procurador disse, em seu perfil no Facebook, que realizou denúncia junto à Vigilância Sanitária

27/06/2012 12:54h

Compartilhar no

Mais uma vez o restaurante Coco Bambu é alvo de denúncias de consumidores por conta do mesmo tipo de problema: insetos encontrados nos alimentos servidos pelo estabelecimento. Dessa vez, o fato aconteceu com o procurador da República, Marco Aurélio Adão, que usou seu perfil no Facebook para realizar a denúncia. Segundo a postagem, duas baratas foram encontradas em uma pizza pedida por ele.

Além do produto onde foram encontradas as baratas, outra pizza, que também havia sido pedida no restaurante, já havia sido parcialmente consumida pelo procurador e seu filho, de dois anos de idade. O procurador pediu a pizza através do serviço de entrega do restaurante, que fica localizado na zona Leste de Teresina e conhecido pelo alto preço dos produtos e serviços.

Imagem divulgada pelo procurador em seu perfil no Facebook.

Há cerca de um ano, o Coco Bambu de Teresina, que é franquia de uma rede de restaurantes surgida no Ceará, foi alvo de outra denúncia do mesmo tipo. A imagem de uma lagarta em um prato de salada servida pelo restaurante chegou a circular por e-mail e foi divulgada nas redes sociais. À época, a direção do restaurante afirmou que a denúncia era mentirosa e "decorrente de uma armação difamatória".

Imagem que circulou por e-mail e pelas redes sociais há cerca de um ano.

No caso da denúncia do procurador Marco Aurélio Adão, segundo postagem publicada por ele, logo após ter encontrado os insetos, uma denúncia foi protocolada junto à Vigilância Sanitária do Piauí. No Facebook, ele escreveu:

"Não é brincadeira. A Vigilância Sanitária do Piauí foi comunicada do fato. O protocolo da ‘denúncia' que fiz hoje é n. 46/2012. Mas as redes sociais permitem que nós, consumidores, tenhamos autonomia e um poder sem precedentes, que pode ter um efeito maior do que qualquer ação do poder público. Por isso fiz questão de divulgar aqui. Quem quiser replicar a foto e a notícia fique à vontade, e pode (deve) citar a origem. Eu me responsabilizo. Tenho fotos e a gerência foi comunicada. Devolvi as pizzas com as baratinhas e tudo. É verdade, aconteceu comigo (comia uma outra pizza que veio junto o meu filho de 2 anos), é grave, e não tem a mínima graça."


Postagem publicada por Marco Aurélio Adão em seu perfil no Facebook.

Outro lado

Em nota encaminhada à imprensa, o restaurante Coco Bambu afirmou que o serviço aos clientes é prestado em "excelência qualidade". Ainda de acordo com o estabelecimento, rigorosos padrões de higiene são seguidos de acordo com as normas da Vigilância Sanitária.

Após a denúncia de baratas encontradas na pizza servida pelo restaurante, o estabelecimento solicitou uma vistoria da Vigilância Sanitária que, segundo o Coco Bambu, teve a higiene da cozinha "aprovada com êxito". De acordo com a nota, o restaurante entrou em contato com o procurador da República, Marco Aurélio Adão, "para avaliação do fato".

Segundo o estabelecimento, depois do episódio o controle de higiene será rigoroso, "inclusive nas caixas térmicas das motocicletas onde são transportados os pedidos para entrega".

Compartilhar no
Por: Maria Romero

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário