Prefeito manda derrubar igreja evangélica e pastor aciona justiça

Trator é o mesmo entregue pela presidente Dilma Rousseff para obras na cidade.

18/11/2013 09:14h - Atualizado em 18/11/2013 10:36h

Compartilhar no

Representantes da Igreja Batista Cristã Internacional vão entrar com representação judicial contra o prefeito de Redenção do Gurgueia, Delano Parente (PSB). O pastor da cidade acusa o prefeito de mandar derrubar a construção do templo no município. Na última sexta-feira, os pastores foram surpreendidos com um trator da prefeitura derrubando a construção que fica localizada no bairro Santo Antônio. O trator é o mesmo entregue pela presidente Dilma Rousseff para obras na cidade.

O pastor Adelmar Ribeiro Nunes está indignado com a postura do prefeito que além de destruir o início da construção ainda teria chamado os integrantes da igreja de “moleques” e “sem vergonhas”.

Pastor Adelmar conta que comprou o terreno de um morador de Redenção. Foi dada a entrada de R$ 5 mil e outras parcelas divididas em 50 meses. Lá, além da igreja, serão construídas uma escola, uma quadra e um campo de futebol para atender as crianças carentes do município.

O prefeito alega que o terreno é da prefeitura, mas o pastor contesta. Disse que a prefeitura não apresentou nenhum documento. “Se o terreno é da prefeitura que ele acione os meios legais para a desapropriação e não usar da arbitrariedade e da força para destruir um projeto que só irá ajudar a cidade”, disse o pastor Adelmar.

Nesta segunda-feira, a igreja irá acionar o Ministério Público Estadual e a Justiça para que resolva o impasse. 

Prefeito vai usar terreno para construir escola

O prefeito de Redenção do Gurguéia, Delano Parente, alega que a prefeitura, em uma gestão anterior, havia dado a concessão do terreno a uma família. De acordo com o documento assinado, o imóvel não poderia ser vendido ou doado para terceiros. 

Quando constatou a venda do terreno para a igreja, a prefeitura teria pedido a reintegração de posse. "Se eles quiserem construir a igreja em outro local, nós doamos o terreno. Mas esse em questão, não pode ser usado, pois já está incluso no projeto de construção de uma escola", afirma o prefeito Delano.

Compartilhar no
Fonte: PortalODIA
Edição: PortalODIA

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário