• Natal
  • Policlinica
  • Motociclista
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Por irregularidades, MP suspende o funcionamento de abrigo de idosos

Visita de promotores constatou que o Instituto Nacional Seara não possui qualquer documento que autorize o recebimento de idosos. Acolhidos serão remanejados.

28/08/2019 11:19h

O Ministério Público do Estado do Piauí (MPE) determinou, nesta terça-feira (27), que todas as atividades desenvolvidas pelo Instituto Nacional Seara, abrigo de longa permanência para idosos em Teresina, sejam suspensas devido a irregularidades em seu funcionamento. É que uma vistoria feita por membros da 28ª Promotoria da Capital, constatou que o abrigo recebia os idosos sem ter qualquer tipo de autorização para isso.

Na semana passada, uma audiência conduzida pela promotora Marlúcia Evaristo ouviu os representantes do Instituto Nacional Seara. Na ocasião, o diretor do abrigo, Francisco das Chagas Costa, reconheceu que o espaço está funcionando na informalidade, mas ressaltou que não há e nem nunca houve registros de maus-tratos aos idosos e que já estava nos planos da direção regulamentar as atividades do abrigo.


Foto: O Dia

O MP concedeu o prazo de dez dias para que o Instituto Nacional Seara tome as providências necessárias e regularize sua condição. O diretor do abrigo deverá apresentar toda a documentação solicitada pela promotoria dentro deste prazo, mas até que isso aconteça, todas as atividades do local estão suspensas.

“O CREA [Centro de Referência de Assistência Social] da zona Sudeste vai retirar dois idosos do abrigo e encaminhá-los para o Lar de Santana, que já disse ter disponibilidade. Já os outros idosos deverão retornar para o convívio familiar e caso não seja possível o retorno deles para casa, o CREA deverá, junto com a Semcaspi, adotar as medidas necessárias para o acolhimento destes idosos”, foi o que determinou a promotora Marlúcia Evaristo.

Por: Maria Clara Estrêla, com informações do Ministério Público do Piauí

Deixe seu comentário