• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Trânsito: 24 motociclistas são atendidos no HUT todos os dias

De janeiro a agosto deste ano, o HUT atendeu 5.818 pacientes envolvidos em acidentes de trânsito; desse total, 86% eram motociclistas

25/09/2019 06:56h - Atualizado em 26/09/2019 08:03h

O Dia Nacional do Trânsito, comemorado hoje, 25 de setembro, tem como principal objetivo conscientizar e chama a atenção dos motoristas e pedestres sobre os cuidados básicos que devem ser adotados no trânsito. Este dia foi instituído a partir da criação do Código de Trânsito Brasileiro, em setembro de 1997.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta que o Brasil é o quinto país com mais vítimas fatais durante o tráfego de veículos. Somente de janeiro a junho deste ano, houve quase 19 mil mortes no trânsito brasileiro. Desse total, 77% das vítimas eram motociclistas. Dados do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) apontam que, de janeiro a agosto de 2019, o Samu Teresina atendeu 4.790 ocorrências decorrentes de acidentes de trânsito, o que corresponde a uma média de 598 acidentes por mês, sendo 69,72% das vítimas do sexo masculino.


Leia também:

PI: Motocicleta lidera número de indenizações por mortes no trânsito 


E os motociclistas lideram entre as principais vítimas de trânsito. Na capital piauiense, de janeiro a agosto deste ano, dos 6.793 pacientes que deram entrada no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) vítimas de acidente de trânsito, 86% (5.818) eram motociclistas, quase 24 atendimentos por dia. Um aumento de 3%, em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram atendidos 5.791 (83%) motociclistas envolvidos em acidente de trânsito. 


As principais vítimas são homens com idade de 21 a 40 anos , com 414,9 casos por mês - Foto: Arquivo O Dia

Dos motociclistas atendidos pelo HUT, 75% eram homens. De janeiro a agosto, foram realizados 4.352 atendimentos, o que corresponde a 544 casos por mês. As principais vítimas são homens com idade de 21 a 40 anos (57%), com 414,9 casos por mês (3.319 atendimentos de janeiro a agosto). Seguido dos pacientes com idade de 41 a 60 anos (22%), com 161,8 casos por mês (1.294 atendimentos de janeiro a agosto deste ano).

O HUT é um hospital credenciado de média e alta complexidade, ou seja, os pacientes que chegam à unidade de saúde são direcionados de acordo com a gravidade da ocorrência, sobretudo de acidente de trânsito.

“Na parte ortopédica, a grande maioria dos pacientes é de acidente de trânsito. O tempo de cirurgia para esse paciente é relativamente rápido. Depois de feitos todos os exames pré-operatórios, em no máximo dois dias, ele é operado, caso não haja necessidade de exames mais detalhados. E, dependendo da medicação, esse paciente deve ter alta de três a cinco dias. Comparado a outros centros públicos, no HUT é muito rápido e há uma rotatividade de pacientes muito grande”, disse a ortopedista do HUT, Ayrana Aires.

Por: Isabela Lopes e Sandy Swamy, do Jornal O Dia

Deixe seu comentário