Por ano, PRF apreende cerca de mil animais soltos nas estradas do Piauí

Bichos comprometem segurança nas rodovias e têm causado, inclusive, acidentes nas BRs

14/07/2016 07:44h

Compartilhar no

Animais soltos nas estradas representam uma ameaça para quem trafega no local. Exemplo disto foi o acidente ocorrido, na última terça-feira (12), na BR- 316, no Piauí. O motorista de um carro tentou desviar de um animal que atravessou a pista e acabou perdendo o controle do veículo, colidindo com duas motocicletas.

Foto: FolhaPress

Para evitar que acidentes como este aconteçam, a Polícia Rodoviária Federal fiscaliza, com frequência, as rodovias federais e estaduais. Resultado desta ação preventiva é que cerca de mil animais são apreendidos, por ano, no Estado. As estatísticas elevadas demonstram que algumas pessoas, que moram à beira das estradas, mantêm o hábito de criarem os animais soltos e esta prática acaba provocando acidentes.

Segundo o inspetor da PRF-PI, Fabrício Loyola, há um convênio do órgão com a Secretaria de Estado dos Transportes (Setrans) e diversas prefeituras do Piauí para que seja possível a realização do trabalho de apreensão dos animais. “A PRF realiza a fiscalização de rodovias estaduais e federais, e arca com os ‘carros boiadeiros’, que são os veículos que levam os animais até os currais. Já a Setrans disponibiliza as pessoas para a captura”, explica.

Fabrício Loyola esclarece que, quando o animal é apreendido, ele é encaminhado para um curral de responsabilidade de uma das prefeituras municipais e lá ele é mantido até que o seu proprietário venha busca-lo. “Para o animal ser retirado do curral, o proprietário precisa comprovar que é dono do animal e pagar uma multa pela estadia do bicho no curral. No caso de alguma doença ser detectada no animal ou condição que coloque em risco a saúde coletiva, o órgão de proteção da saúde local pode realizar o abatimento do animal”, completa.

Multa

Para retirar um animal recolhido pelo Zoonoses, o proprietário precisa pagar uma multa no valor de R$ 49,50, caso tenha sido a primeira ocorrência sofrida. Em caso de reincidência, o valor da multa sobe para R$ 123,67. Além da multa, o proprietário precisa pagar uma diária pela guarda do animal no valor de R$ 9,62.

Estatísticas

Dados da Polícia Rodoviária Federal informam que, de janeiro a junho de 2016, foram apreendidos em rodovias federais, no Piauí, 696 animais. Em 2015, na mesma época do ano, foram apreendidos 531 animais, constatando um aumento de 30% no número de capturas dos animais nas rodovias estaduais e BRs.


Compartilhar no
Por: Ioná Nunes - Jornal O DIA

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário