• TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Polícia identifica mulher brutalmente assassinada na Avenida Maranhão

Aretha Dantas Claro tinha 32 anos e era cabeleireira, segundo o delegado Baretta.

15/05/2018 16:01h - Atualizado em 15/05/2018 19:35h

A Polícia Civil conseguiu identificar a mulher que foi brutalmente assassinada na madrugada desta terça-feira (15), na Avenida Maranhão, próximo à Ponte Nova, que liga a cidade de Timon e Teresina, na altura do bairro Tabuleta, zona sul da capital.

Trata-se de Aretha Dantas Claro, de 32 anos. Ela era cabeleireira e residia no bairro Saci, próximo ao local onde foi morta.

O delegado Francisco Baretta disse que ainda é cedo para apontar as causas do crime. Ele também informou que, até o momento, ninguém foi preso.

Segundo a Polícia, Aretha foi atingida por diversas facadas e, em seguida, foi atropelada por um carro. Pelo estado em que o corpo foi encontrado, a suspeita é que o condutor tenha passado com o veículo por cima do corpo da vítima diversas vezes.

Pelos requintes de crueldade com que o assassinato foi praticado, a principal hipótese considerada pela Polícia é que se trata de um feminicídio.

A Polícia Militar informou que testemunha teriam presenciado o crime. Elas relataram que um homem estacionou um carro próximo a um campo de futebol às margens do Rio Parnaíba, e, em seguida, dirigiu-se até a mulher, com quem trocou algumas palavras antes de desferir os vários golpes de arma branca.

Equipes do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa e da Delegacia de Feminicídio estão atuando na investigação.

Por: Cícero Portela

Deixe seu comentário






Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado