Piauí tem riscos pandêmico e epidêmico altos, diz Comitê Científico do Consórcio Nordeste

Dados do boletim Comitê Científico do Consórcio Nordeste apontam que, no momento, o Estado não se tem segurança sanitária para liberações de atividades presenciais como festas de final de ano e carnaval

04/12/2021 10:16h

Compartilhar no

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste, que reúne os nove estados da região, divulgou um boletim, nessa sexta-feira (3), recomendando que não façam festas de réveillon e do Carnaval nos estados da região por conta da nova variante da Covid, a ômicron. O Brasil tem ao menos três casos identificados dessa nova mutação do coronavírus.


Segundo o boletim, o Piauí apresenta indicadores de riscos pandêmico e epidêmico altos. No momento, não se tem segurança sanitária para liberações de atividades presenciais como festas de final de ano e carnaval. A taxa de infecção do Piauí está em 86/100.000 habitantes.


Foto: Arquivo/ODIA

O documento demonstra preocupação com surgimento de outras novas variantes. A partir dos índices de vacinação completa da população do Brasil, o boletim aponta recomendações aos governadores e gestores municipais da região diante dos cenários nacional e global.

Entre as indicações, estão o cancelamento das festividades de révellion, Natal e Carnaval que podem gerar aglomerações. Para a entidade, essas festas intensificariam a transmissão do coronavírus e poderiam resultar em nova onda da pandemia.

Além disso, o Comitê Científico do Consórcio Nordeste pede que os governantes da região intensifiquem a vacinação para alcançar, o mais rápido possível, uma maior parcela da população com vacinação completa.

O comitê ainda recomenda uma busca ativa das pessoas que ainda não receberam a segunda dose. Para isso, faz sugestões como o" uso dos agentes comunitários e ampliação dos locais de vacinação nas cidades em locais de grande circulação de pessoas".

O texto ainda indica a aplicação da vacina nas escolas para atingir a maior cobertura de vacinação com a primeira e a segunda dose nos adolescentes.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário