• Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Piauí segue com 15 casos suspeitos de Coronavírus, diz Sesapi

Desse total, sete foram descartados no primeiro exame e oito seguem sob investigação. Teresina já contabiliza 12 desses 15 casos suspeitos.

14/03/2020 14:11h - Atualizado em 14/03/2020 14:21h

O Piauí continua com 15 casos suspeitos do Novo Coronavírus sendo monitorados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). O número consta no boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (13) pelo órgão. De acordo com a publicação, destes 15 casos suspeito, sete foram descartados para a Covid-19 no primeiro exame e aguardam a contraprova, e oito ainda estão sendo investigados.


Leia também: Saiba o que é o coronavírus e o que já se descobriu sobre a pandemia 


No momento, Teresina é a cidade que responde pela maior quantidade de casos suspeitos do coronavírus aqui no Piauí, com 12 no total. As demais notificações vieram dos municípios de Parnaíba, São Miguel do Tapuio e Picos. De Acordo com o boletim da Sesapi, 12 dos 15 casos suspeitos são de pessoas que viajaram recentemente para o exterior e três seriam casos de transmissão doméstica, ou seja, contato com alguém que estaria infectado aqui.


Piauí segue com 15 casos suspeitos de Coronavírus, diz Sesapi - Foto: Agência Brasil

Sesapi e PMT divergem nos números

Ainda ontem (13), a Prefeitura de Teresina havia divulgado que a Fundação Municipal de Saúde (FMS) estava monitorando oito casos suspeitos do Novo Coronavírus. A Sesapi, no entanto, afirmou que se tratam de 12 casos suspeitos na Capital em seu boletim epidemiológico. A despeito da divergência nos dados, as duas redes de atenção à saúde (municipal e estadual) ressaltam a preparação para o recebimento de casos suspeitos e o atendimento aos pacientes que porventura possam ter seus sintomas confirmados para a Covid-19.

O Piauí conta com um hospital de referência, o Natan Portela em Teresina, e mais 14 unidades de retaguarda no interior. Na Capital, o prefeito Firmino Filho sancionou lei que estabelece acesso gratuito ao tratamento contra o coronavírus e a dispensa de licitação para aquisição de bens, serviços e insumos relacionamentos ao combate à doença.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário