Piauí registra saldo crescente na geração de emprego pelo 3º mês consecutivo

Ao longo daquele mês, o Piauí demitiu 7.454 trabalhadores, mas, em compensação, admitiu 10.277 pessoas em vagas formais de emprego nas categorias aprendiz, intermitente e temporário.

04/10/2021 12:56h

Compartilhar no

O Piauí encerrou o mês de agosto de 2021 com um saldo positivo de 2.283 vagas de emprego geradas. Os dados constam no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgados no último dia 30 de setembro. De acordo com os números, o Piauí teve saldo crescente na geração de emprego pelo terceiro mês consecutivo. O estado havia fechado junho com 2.398 vagas geradas, julho com 2.584 vagas, até chegar às 2.283 vagas geradas em agosto.


Leia também: Maioria das vagas de emprego no Piauí foi ocupada por profissionais com ensino médio 



Foto: Assis Fernandes/O Dia

Ao longo daquele mês, o Piauí demitiu 7.454 trabalhadores, mas, em compensação, admitiu 10.277 pessoas em vagas formais de emprego nas categorias aprendiz, intermitente e temporário. Os dados do Caged apontam que o setor que mais contratou profissionais de carteira assinada em agosto de 2021 no Piauí foi o Comércio, que registrou 3.100 admissões. Mesmo com os 2.009 pessoas tendo sido demitidas deste segmento naquele mês, o Comércio fechou agosto com 1.091 vagas de emprego geradas.

Na outra ponta do ranking por setor econômico está a Agropecuária, que contratou 354 profissionais, mas demitiu 350, o que resultou em um saldo positivo mínimo de quatro vagas geradas em agosto no Piauí. No acumulado do ano, a Agropecuária vem sendo o segmento econômico que menos tem expandido vagas formais de trabalho no estado, tendo gerado ao longo do ano somente 10.431 postos de emprego.

Profissionais mais contratados têm entre 30 e 39 anos

Os dados do Caged apontam ainda que a faixa etária que mais registrou contratações em agosto no Piauí foi a dos profissionais de 30 a 39 anos, que soaram 3.099 admissões. Em segundo lugar no ranking aparecem as pessoas de 18 a 24 anos, que somaram 3.022 contratações no Piauí em agosto. Por idade, os profissionais que menos ocuparam vagas no mercado de trabalho naquele mês foram os idosos acima de 65 anos, que responderam por 13 contratações apenas. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário