• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Piauí gerou 724 novas vagas de emprego em outubro, aponta Caged

O primeiro lugar na geração de empregos no Piauí em outubro ficou com a Construção Civil

22/11/2019 15:09h

O Piauí encerrou outubro com um saldo positivo na geração de emprego, embora o desempenho tenha sido bem menor que o registrado no bimestre anterior. É que o Estado terminou o mês passado com um total de 724 novas vagas de emprego geradas. São 495 postos a menos do que o registrado em agosto, por exemplo, quando foram preenchidas mais de 1.200 vagas.

Durante o mês de outubro, o Estado teve 8.118 contratações formais, mas em compensação demitiu 7.394 profissionais. Isso levou o Piauí a contabilizar uma taxa de geração de emprego de apenas 0,25%. No acumulado do ano, a situação já apresenta uma melhora. É que de janeiro a outubro foram geradas 4.521 novas vagas no mercado de trabalho, uma taxa positiva de 1,55%.

Desta vez o setor que mais contratou também foi o que mais demitiu. As atividades na área de prestação de serviços admitiram 2.588 profissionais, no entanto demitiu 3.085, o que resultou em uma taxa negativa de geração de emprego de menos 0,39%. O setor de serviços perdeu 497 vagas formais de trabalho durante outubro.

Foto: Assis Fernandes / O DIA 

O comércio, que se esperava ter o melhor desempenho em razão do período de contratações de fim de ano, ficou em segundo lugar na geração de emprego no Piauí, tendo contratado 2.257 profissionais e demitido 1.860. O total de vagas novas geradas pelo setor foi de 397, uma taca de 0,45%.

O primeiro lugar na geração de empregos no Piauí em outubro ficou com a Construção Civil, que contratou 1.242 pessoas e demitiu somente 757, contabilizando um total de 485 novas vagas preenchidas e uma taxa de empregos gerados de 2,17%.

Teresina foi a que mais contratou e a que mais demitiu no Estado

Das maiores cidades piauienses, Teresina foi a que mais contratou, mas também a que mais demitiu, segundo o Caged. A capital piauiense admitiu no mercado de trabalho em outubro 4.529 profissionais, mas em compensação demitiu 4.543, o que resultou na perda de 14 postos formais. Já o município de União teve um saldo positivo na geração de emprego de 6,57%, ou seja, contratou 348 e demitiu somente 42, tendo contabilizado 306 novas vagas.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário